1 colher de azeite de oliva por dia te dará todos esses benefícios

Você já ouviu falar na dieta mediterrânea?

Essa dieta se popularizou após um pesquisador norte-americano estudar os hábitos alimentares de diversos países e perceber que as pessoas que vivem na região mediterrânea tinham menor incidência de doenças cardiovasculares, apesar de consumirem uma dieta rica em gordura.

Nessa dieta, o azeite de oliva é um dos elementos mais importantes, não só por seu uso culinário, mas também devido a suas propriedades medicinais.

Se você esta sem tempo para ler o artigo, veja o vídeo abaixo:

https://www.youtube.com/watch?v=hudcrfI1fgA

No vídeo de hoje vamos te mostrar alguns dos benefícios que você obtém ao consumir o azeite de oliva, especialmente em jejum pela manhã:

Absorver melhor os nutrientes

Além de ser rico em vitaminas A, D, E e K e antioxidantes, o azeite de oliva favorece a absorção de cálcio, do fósforo, do magnésio e do zinco.

Perder peso

Praticantes da dieta mediterrânea costumam tomar 1/4 de copo de azeite de oliva pela manhã para perder peso. Isso porque o azeite te mantém saciado por mais tempo, assim, você acaba comendo menos, o que favorece o emagrecimento.

Proteger o coração

O azeite de oliva contém polifenóis que protegem o coração, reduzindo a ação dos radicais livres e impedindo as placas de gordura de aderirem às artérias além de ter um efeito anti-inflamatório.

Prevenir doenças cardiovasculares

Esse ingrediente é rico em gordura monoinsaturada, muito benéfica para o organismo, sobretudo para o sistema circulatório. Além disso, ele ajuda a equilibrar o colesterol, os níveis de triglicérides no sangue, e a pressão arterial.

Melhorar a pele

O consumo do azeite de oliva fornece nutrientes com efeitos anti-envelhecimento conhecidos. Além disso, o consumo habitual do azeite na dieta contribui para a prevenção do melanoma, um dos piores tipos de câncer de pele.

Reduzir os níveis de açúcar
no sangue Estudos apontam que o azeite de oliva ajuda a manter os níveis de açúcar no sangue estáveis, após uma refeição, em comparação a outros óleos vegetais.

Melhorar a digestão
O azeite de oliva tem a capacidade de reduzir a secreção de ácidos gástricos protegendo o estômago, além de ajudar a vesícula biliar, de forma que produza mais bile, quebrando as gorduras para que sejam absorvidas mais facilmente. Ele também protege o intestino de danos causados às suas células, que poderiam originar um câncer. Além de melhorar o trânsito intestinal, ajuda a aliviar a constipação.

Desintoxicar

A combinação do azeite de oliva com o limão é muito benéfica principalmente para o fígado, órgão com papel fundamental de desintoxicar nosso organismo.

Amigo do cérebro

O azeite de oliva é muito benéfico para o cérebro, principalmente por ser rico em gorduras monoinsaturadas, que desempenham papel importante na formação de tecidos cerebrais, além de melhorar a cognição e a memória.

Se estiver pensando em consumir o azeite de oliva, procure escolher um azeite de marca confiável e de ingerí-lo em temperatura ambiente. Recomenda-se diluir uma colher (sopa) de azeite num copo de água e adicionar o suco de meio limão e beber ainda em jejum, pela manhã.

✅ INSCREVA-SE NO CANAL AQUI ► https://goo.gl/JWAeet

Gostou deste vídeo? Se você gostou do vídeo, curta, se inscreva no canal e compartilhe com seus amigos.

Se inscreva no canal do Natureba no YouTube e fique por dentro das novidades!

*A prática de exercícios e uma dieta saudável são fundamentais para se ter saúde e ficar em forma. O Natureba é um espaço informativo, de divulgação e educação com temas relacionados a saúde, nutrição e bem-estar. As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde - médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas. OBS: Remédios naturais também tem efeitos colaterais, já que agem de formas diferentes em cada organismo, por isso antes de usar qualquer tratamento alternativo consulte sempre seu médico.