10 alimentos para fortalecer sua tireoide e melhorar o metabolismo

Esta sem tempo de ler este artigo, mas quer saber do que se trata? Então assista o vídeo abaixo:

A glândula da tireoide tem grande importância para a nossa saúde, e se ela não funcionar bem, o organismo ficará bastante perturbado.

A tireoide produz hormônios essenciais para que tenhamos energia e disposição, e esses hormônios são responsáveis ​​por controlar o ritmo de muitas atividades realizadas pelo organismo. Como a velocidade de queima de calorias e os batimentos do coração.

As doenças que atingem a tireoide afetam aproximadamente 300 milhões de pessoas no mundo, porém mais da metade dos casos não são diagnosticados.

E no Brasil, cerca de 15% da população sofre com problemas nessa glândula, sendo uma das doenças que mais atinge os brasileiros, principalmente as mulheres, de acordo com o censo do IBGE.

É por isso que a alimentação desempenha papel fundamental na prevenção e o combate de problemas na tireoide.

Agora você vai saber quais os melhores alimentos para a tireoide:

1. Peixe

Crie o hábito de comer peixe, principalmente de águas frias e profundas do oceano.

Atenção! O mercúrio pode ser encontrado em níveis elevados em alguns tipos de peixe, como o peixe-espada, o atum e o espadarte (peixes de água profunda).

A Food Standards Agency do Reino Unido aconselhou as mulheres grávidas e as crianças a não consumir esses tipos de peixe, pois o mercúrio pode danificar o sistema nervoso do feto e aumentar o risco de envenenamento em crianças pequenas.

Os peixes com maior teor de mercúrio são o cação, o peixe-espada (branco e preto), o espadarte e o atum.

Os peixes grandes e predadores de águas profundas são mais ricos em mercúrio do que os peixes pequenos.

Por isso, é bom evitar os peixes anteriormente citados (não comer mais de duas vezes por semana) e o fígado de todos os peixes, bem como preferir os peixes pequenos. Esta regra é válida sobretudo para as mulheres grávidas.

2. Alimentos ricos em iodo

O iodo é necessário, em pequenas quantidades, para a função da glândula tireoide, assim como para o metabolismo das gorduras, produção de hormônios sexuais e uma série de processos bioquímicos.

Cãibras musculares, dores de cabeça, depressão, pés frios, mãos geladas e ganho de peso podem ser sinal de deficiência dessa substância. Veja alguns alimentos ricos em iodo:

– frutos do mar

– sal integral

– caldo de peixe caseiro

– abacaxi

– alcachofra

– aspargos

– verduras de coloração mais escura.

Para que possa ser utilizado pelo organismo, o iodo requer níveis adequados de vitamina A.

O iodo em excesso pode ser tóxico para o organismo, por isso não se recomenda o consumo excessivo de algas ou de sal iodado (o sal comum, que a maioria dos brasileiros consome).

3. Caldo de cabeça de peixe

Prepare caldo de peixe em casa, à moda dos nossos ancestrais, utilizando carcaça e cabeça, ricas em minerais, inclusive iodo.

Além disso, a cabeça de peixe é fonte direta de hormônios da tireoide, além de outras substâncias que nutrem essa glândula.

Quatro mil anos atrás, os médicos chineses rejuvenesciam seus pacientes idosos com sopa feita com a tireoide de animais.

4. Ova de peixe

Inclua ovas de peixe na sua alimentação. As ovas sempre foram valorizadas pelos povos primitivos pela sua capacidade de prevenir problemas da tireoide, promover a fertilidade e nutrir mulheres grávidas e crianças em fase de crescimento.

5. Verduras cruas

Algumas verduras cruas contêm substâncias naturais chamadas glucosinolatos, que podem interferir negativamente na produção de hormônios da tireoide.

Entre essas verduras estão repolho, brócolis, couve-de-bruxelas, couve-flor e espinafre.

Para neutralizar esse efeito potencialmente prejudicial à tireoide, basta cozinhar essas verduras, ligeiramente, no vapor, em água ou em sopas.

Ocasionalmente, pode-se – e até se deve – consumir essas verduras cruas, pois somente quando cruas elas têm importantes propriedades anticâncer (por causa daqueles mesmos glucosinolatos, que são neutralizados pelo cozimento).

A sabedoria está em não consumi-las cruas diariamente, mas ocasionalmente.

6. Grão, cereais e sementes integrais

Consuma grãos, cereais e sementes integrais que tenham sido deixados de molho por 7 a 24 horas, em água com gotas de limão ou 1 colher (sopa) de soro de iogurte.

Faça isso com feijão, arroz integral, grão-de-bico, lentilha, trigo, aveia e todos os grãos e cereais que você consumir.

Esse procedimento neutraliza substâncias potencialmente prejudiciais à tireoide, denominadas antinutrientes.

O único grão que não obedece a essa regra é a soja, pois seus antinutrientes não são neutralizados por tais procedimentos. Por essa razão, seu consumo deve ser evitado ao máximo.

7. Sal integral

Consuma sal integral, ou seja, que contém iodo na sua forma natural. Os melhores são o sal do Himalaia e o sal de Guérande (vendem-se em delicatessens, em lojas de produtos naturais e em bons supermercados).

alimento melhorar a tireoide

8. Sol

O sol é fonte de vitamina D. E um estudo provou que os níveis de vitamina D eram significativamente mais baixos em pessoas que sofrem de hipotireoidismo.

9. Óleo de coco

O óleo de coco é excelente para a tireoide, especificamente para o hipotireoidismo.

Quando as pessoas com hipotireoidismo (produção insuficiente de hormônio tireoidiano) começam a consumir o óleo de coco, elas frequentemente referem aumento de energia pela melhora da função tireoidiana.

Muitos indivíduos que sofrem com problemas de tireoide são capazes de eliminar a medicação para tireoide até completamente quando começam a consumir óleo de coco. Não suspenda a medicação sem consultar seu médico.

10. Abacaxi

O abacaxi contém em abundância a bromelina, que reduz a inflamação, por isso ajuda em alguns distúrbios da tireoide.

OS VILÕES DA TIREOIDE

Minimize o consumo de açúcar e farináceos, pois altos níveis de açúcar no sangue podem desregular o funcionamento desta glândula.

Fonte:  curapelanatureza |  top10homeremedies

Se inscreva no canal do Natureba no YouTube e fique por dentro das novidades!

*A prática de exercícios e uma dieta saudável são fundamentais para se ter saúde e ficar em forma. O Natureba é um espaço informativo, de divulgação e educação com temas relacionados a saúde, nutrição e bem-estar. As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde - médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas. OBS: Remédios naturais também tem efeitos colaterais, já que agem de formas diferentes em cada organismo, por isso antes de usar qualquer tratamento alternativo consulte sempre seu médico.