Como saber se você está com deficiência de magnésio e 15 alimentos ricos neste nutriente

Quer saber se você tem deficiência de magnésio?

Veja 32 sinais que você precisa imediatamente de mais magnésio (e como obtê-lo).

Sabia que todos os órgãos do corpo utilizam esse mineral, em especial o coração, os rins e os músculos?

Grande parte do magnésio que consumimos fica armazenado nos ossos. E apenas 1% do magnésio do nosso corpo está no sangue; sendo assim uma análise do sangue não será suficiente para diagnosticar a deficiência do mineral.

A principal forma de consumir o magnésio é pela alimentação.

magnesio_-_alimentos_ricos_-_novo_-

Conheça algumas fontes naturais de magnésio:

1. algas marinhas

2. peixes

3. as folhas verdes

4. frutas como banana, damasco, pêssego e ameixa

5. cacau puro e chocolate amargo

6. grãos e sementes como a de abóbora, gergelim, girassol, lentilha e ervilha

7. cereais como aveia e arroz integral

8. nozes, amêndoas e avelãs

9. germe de trigo

10. abacate

11. batata-doce

12. broto de alfafa

13. abóbora (especialmente as sementes)

14. levedura de cerveja

15. quinoa

Mesmo ingerindo esses alimentos, você ainda corre o risco de ter deficit de magnésio. E neste caso, recomenda-se o uso de suplementação deste nutriente. Consulte seu medico ou  nutricionista, para equilibrar os níveis deste mineral.*

Fonte: curapelanatureza

Se inscreva no canal do Natureba no YouTube e fique por dentro das novidades!

*A prática de exercícios e uma dieta saudável são fundamentais para se ter saúde e ficar em forma. O Natureba é um espaço informativo, de divulgação e educação com temas relacionados a saúde, nutrição e bem-estar. As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde - médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas. OBS: Remédios naturais também tem efeitos colaterais, já que agem de formas diferentes em cada organismo, por isso antes de usar qualquer tratamento alternativo consulte sempre seu médico.