4 antigos segredos japoneses para ficar esbelto e saudável!

Enquanto ter uma dieta nutritiva, fazer exercícios e beber muita água são maneiras tipicamente universais para se manter saudável e em forma, cada cultura tem algumas de suas próprias ideias sobre como manter um corpo saudável.

No Japão, há quatro regras essenciais que muitas pessoas seguem para se manter saudável, e você pode acha-los úteis para a sua própria saúde e bem-estar!

1. Se você come como um lutador de sumô, você vai parecer como um lutador de sumô
Lutadores de sumô não tomam café da manhã. Como seus treinos são em jejum, que  é a primeira coisa que eles fazem na parte da manhã, ele costumam ter um almoço gigantesco no período da tarde.

Depois disso, é hora de dormir. Eles comem no máximo duas refeições enormes, duas vezes ao dia. Ou seja: Não importa o quanto você se exercita, se seus hábitos alimentares não forem corretos, é provável que você ganhe peso.

Comer excessivamente grandes porções, ou escolher uma comida não saudável superam a quantidade de tempo e esforço que você coloca em treinar. Equilibre sua dieta, seus exercícios e seu sono para manter um peso e estilo de vida saudáveis.

segredos de longevidade dos japoneses

2. O calor é vida dos alimentos
A ideia de que o calor é a vida traduz-se no conceito de que comida é uma energia que consumimos, a fim de sobreviver.

Frutas e legumes que florescem no verão ajudam a deixar o corpo frio, o que permiti que ele se adapte ao calor do verão, enquanto os alimentos que florescem no inverno normalmente contêm mais calorias para manter nosso corpo quente em épocas frias.

Enquanto comer vegetais crus, frutas e verduras é o começo para uma dieta saudável, o corpo pode precisar de alimentos mais quentes de vez em quando e comer uma variedade de alimentos nutritivos é a melhor maneira de garantir que seu corpo está recebendo os nutrientes de que necessita para se manter saudável e forte.

3. Evite beber líquidos durante a digestão
Muitas pessoas no Japão evitam beber qualquer tipo de líquido enquanto comem, pois eles acreditam que seja ruim para a digestão. O líquido resfria o corpo e beber tira o calor do corpo que está recebendo a comida.

Alguns cientistas acreditam que a água neutraliza o ácido que o estômago produz para a digestão, fazendo com que o corpo precise de mais energia para terminar o processo.

Você também pode fornecer líquidos ao seu corpo através dos alimentos que você come, tais como frutas, legumes e sopas.

4. Tome um bom banho quente
Quem não gosta de um banho quente?

Ele relaxa os músculos, melhora a circulação sanguínea e te deixa calmo e sem estresse. Muitos japoneses juram que tomar um banho quente em uma base regular deixa a pele mais clara, melhora a digestão, e, finalmente, promove uma vida prolongada.

Muitos americanos estão aficionados na ideia de que as calorias são as principais culpadas quando se trata de perda de peso ou ganho de peso, já que para eles algumas das ideias mencionadas acima podem parecer estranhas.

Mas quando a Organização Mundial de Saúde calculou as estatísticas em países onde as pessoas vivem por mais tempo e em plena saúde, o Japão saiu por cima com a média de 74,5 anos. Eles devem estar fazendo algo certo!

Se você gostou da informação compartilhe com seus amigos e familiares! Leve mais saúde para as pessoas que você quer bem! Compartilhe esta mensagem!

Fonte: davidwofe

Se inscreva no canal do Natureba no YouTube e fique por dentro das novidades!

*A prática de exercícios e uma dieta saudável são fundamentais para se ter saúde e ficar em forma. O Natureba é um espaço informativo, de divulgação e educação com temas relacionados a saúde, nutrição e bem-estar. As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde - médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas. OBS: Remédios naturais também tem efeitos colaterais, já que agem de formas diferentes em cada organismo, por isso antes de usar qualquer tratamento alternativo consulte sempre seu médico.