4 maneiras de aliviar a dor causada pelos joanetes sem cirurgia

Sentir dores nos pés quando está calçando um sapato muito justo ou com salto é uma realidade para muitas pessoas. Dentre as principais causas para esse tipo de incômodo podemos destacar a joanete, uma espécie de calo na parte externa do dedão do pé.

Joanete é uma espécie de calombo ósseo que surge no pé, em decorrência do deslocamento de um osso chamado metatarso. Uma das principais causas do problema é o uso de sapatos desconfortáveis, principalmente com salto alto e bico fino. Por essa razão, o problema costuma aparecer com mais frequência nas mulheres do que nos homens.

Se você esta sem tempo para ler o artigo, veja o vídeo abaixo:

Em geral, quem sofre com o problema deve procurar usar calçados mais confortáveis, que muitas vezes não são os mais bonitos. Em casos mais extremos de dor, pode se optar por um procedimento cirúrgico, mas que nem sempre traz alívio duradouro.

No vídeo de hoje vamos explorar 4 maneiras naturais de tratar e a aliviar os sintomas da joanete:

Chá de Louro
O louro possui várias propriedades que nos ajudam a combater os joanetes tanto externa quanto internamente. À noite, coloque em uma panela 300 ml de água e uma colher (sopa) de folhas de louro trituradas e deixe-as aquecer por cerca de 5 minutos. Deixe o chá esfriar.

Na manhã seguinte, peneire o líquido e beba em pequenos goles durante o dia. É recomendado realizar esse procedimento por três dias. Ao fim desse período, sugere-se esperar uma semana antes de repetir o tratamento.

Durante o tratamento você poderá notar que está indo mais frequentemente ao banheiro urinar, o que é um efeito esperado durante o prazo que estiver consumindo o chá. Este procedimento irá trazer alívio para as dores causadas pelas joanetes.

Remédio de Louro

Uma outra forma de utilizar as folhas de louro é através de um remédio que além dessas folhas, leva álcool e bicarbonato de sódio. Faça o seguinte: triture cinco folhas de louro e misture com 100 ml de álcool 70°. Deixe descansar por uma semana e filtre o líquido.

Para aplicar, mergulhe os pés em uma mistura de 3 litros de água morna e 1 colher de sopa de bicarbonato de sódio. Depois de alguns minutos, seque os pés e aplique o remédio de louro esfregando-o. Coloque meias de algodão e deixe agir. Recomenda-se aplicar o remédio diariamente. Dentro de algumas semanas você vai ver os resultados.

Aspirina

Um remédio muito popular para joanetes leva ingredientes que você pode encontrar facilmente: aspirina e iodo. A combinação de ambos irá bloquear o crescimento da joanete e também minimizar as dores nas articulações.

Pegue seis comprimidos de aspirina, esmague e misture com 12 ml de iodo. Misture bem para que fique homogêneo. Aplique na região afetada, massageando suavemente, de preferência à noite.

Normalmente, com o uso desse remédio, a dor desaparecerá gradualmente.

Importante: sempre que usar aspirina na pele verifique se você tem alergia a ela. Por isso, antes de aplicar, passe um pouco na pele e veja se ocorre alguma reação alérgica.

Limão

Outro remédio muito usado para combater as joanetes além do iodo, é o limão, que conta com grandes propriedades curativas. Misture partes iguais do suco de limão com iodo e aplique a mistura no osso dolorido. Deixe a mistura agir por cerca de 30 minutos.

É recomendado fazer a aplicação duas vezes por dia para obter resultados melhores.

Evite a exposição ao sol depois de aplicar o remédio na pele, pois esses ingredientes podem manchar a pele quando expostos ao sol.

Gostou deste vídeo? Se você gostou do vídeo, curta, se inscreva no canal e compartilhe com seus amigos.

Fonte: 4 Ways to Ease Your Bunions Without Surgery

Se inscreva no canal do Natureba no YouTube e fique por dentro das novidades!

*A prática de exercícios e uma dieta saudável são fundamentais para se ter saúde e ficar em forma. O Natureba é um espaço informativo, de divulgação e educação com temas relacionados a saúde, nutrição e bem-estar. As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde - médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas. OBS: Remédios naturais também tem efeitos colaterais, já que agem de formas diferentes em cada organismo, por isso antes de usar qualquer tratamento alternativo consulte sempre seu médico.