4 sinais incomuns do câncer do cólon, que provavelmente você não sabia

Esta sem tempo, ou não quer ler a matéria? Veja o vídeo abaixo:

O câncer de cólon é o terceiro câncer mais comum nos EUA. Só em 2016, cerca de 140.000 pessoas foram diagnosticadas com algum tipo de câncer colorretal. O que torna este câncer  mortal é o fato de que a maioria das pessoas o detecta em seus estágios avançados, quando o tratamento é mais difícil. Uma das razões pelas quais os cânceres colorretais são frequentemente ignorados até que seja tarde demais é o fato de que os sintomas que produzem são muito sutis e facilmente confundidos com alguma doença menos grave.

Aqui nós vamos mostrar os 4 sinais mais comuns de câncer colorretal que as pessoas normalmente ignoram. Perceber estes sinais precoce é fundamental para o sucesso do tratamento.

Cólicas

Um dos primeiros sintomas negligenciados do câncer de colorretal é a cólica na região abdominal. O que torna este sinal tão facilmente ignorado é que as cólicas abdominais são muitas vezes ligadas a muitas outras condições, não-cancerosas. Embora seja verdade que as cólicas abdominais não são sempre um alerta vermelho, se você estiver enfrentando dores de estômago intensas, especialmente se acompanhada de outros sintomas de câncer colorretal, não hesite em discutir o assunto com um médico.

Fadiga

Outro sintoma  ignorado de câncer colorretal é a fadiga. Como a fadiga crônica é tão comum nos dias de hoje, não é de admirar este sintoma é frequentemente considerado como insignificante. O estilo de vida agitado e a privação de sono são as causas mais comuns que levam ao cansaço.

No entanto, se o seu cansaço não desaparecer mesmo com bastante descanso, ele  não deve ser ignorado. Ainda mais, se for acompanhada de outros sintomas de câncer colorretal, esse é um sinal de aviso sério. Além disso, o câncer do cólon pode provocar sangramento retal, o qual é uma outra causa de fadiga.

Perda de peso repentina

Repentina e involuntária perda de peso de mais de 5% de sua massa corporal em apenas 2 meses é um sinal de alerta grave que nunca deve ser ignorado. Por exemplo, se você pesa 80 quilos, perder mais de 3 quilos sem alterar o seu regime alimentar ou sem fazer exercícios físicos é um alerta vermelho para consultar um médico.

As células cancerosas usam muita energia do corpo, enquanto o sistema imunológico se esforça muito para parar a doença de metástase. É esse gasto excessivo de energia que dá origem a perda de peso drástica.

No caso do câncer colorretais, um grande tumor pode bloquear o cólon afetando assim os movimentos intestinais de uma pessoa e causar a perda de apetite e perda de peso radical.

images

Evacuações irregulares

A vida moderna é geralmente bastante agitada. As pessoas estão sempre limitados no tempo, o que os deixa com muito pouco tempo para si próprios. Isto também significa que as pessoas não conseguem prestar atenção suficiente aos seus movimentos intestinais. No entanto, a freqüência, a consistência e a aparência desses movimentos pode dizer muito sobre sua saúde, e até mesmo indicar a presença de câncer colorretal.

Um monte de pessoas são afetadas com pólipos no cólon, que são pequenos aglomerados de células que podem se tornar cancerosas ao longo do tempo. Quando estes pólipos se transformam em tumores, eles começam a afetar os movimentos intestinais. As mudanças em suas fezes são um sinal sério e você deve procurar um atendimento médico urgente, porque os tumores do cólon afetam a função do intestino grosso.

Fonte:  dailyhealthgen

Se inscreva no canal do Natureba no YouTube e fique por dentro das novidades!

*A prática de exercícios e uma dieta saudável são fundamentais para se ter saúde e ficar em forma. O Natureba é um espaço informativo, de divulgação e educação com temas relacionados a saúde, nutrição e bem-estar. As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde - médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas. OBS: Remédios naturais também tem efeitos colaterais, já que agem de formas diferentes em cada organismo, por isso antes de usar qualquer tratamento alternativo consulte sempre seu médico.