5 maneiras de aumentar naturalmente a serotonina no seu cérebro

Esta sem tempo de ler este artigo, mas quer saber do que se trata? Então assista o vídeo abaixo:

A serotonina é um produto químico que ajuda a retransmitir sinais de uma área do cérebro para a outra, atuando como um neurotransmissor.

Ela influencia uma variedade de funções psicológicas e físicas, incluindo humor, o desejo sexual, o apetite, sono, memória, aprendizagem, regula a temperatura e até mesmo alguns comportamentos.

Muitos pesquisadores acreditam que um desequilíbrio nos níveis de serotonina pode influenciar bastante o humor, levando a um transtorno obsessivo-compulsivo, ansiedade, pânico, excesso de raiva ou depressão.

Aumentar os níveis de serotonina está associada com um aumento positivo no humor e mudanças no comportamento, e você não precisa tomar antidepressivos ou outros medicamentos para conseguir!

É inteiramente possível aumentar naturalmente esta substância química vital ao cérebro. Aqui estão cinco maneiras de melhorar a sua saúde física e mental, aumentando os seus níveis de serotonina:

serotonina 5 htp

1. Enriqueça sua dieta com vitamina B
Ajudantes de vitamina B6, tanto no desenvolvimento quanto na função da serotonina no cérebro. Para aqueles que são propensos ao estresse, certifiquem-se de obter o suficiente de vitaminas B para ter um efeito positivo sobre os seus níveis de estresse.

Vitamina B6 e vitamina B12 são eficazes na redução dos sintomas de depressão.

De acordo com um estudo publicado no Jornal Americano de Clinica Nutricional – American Journal of Clinical Nutrition, os adultos que foram diagnosticados com depressão ou estavam com os sintomas de depressão e ansiedade melhoraram após complementar suas dietas com vitaminas B.

Diversos suplementos de vitaminas B estão disponíveis em lojas de produtos naturais e farmácias.

2. Tente 5-HTP
5-HTP ou 5-hidroxitriptofano é um aminoácido natural que é extraído a partir das sementes de um arbusto nativo da África Ocidental chamado de griffonia simplicifolia.

Ele se converte em serotonina, com a ajuda da vitamina B6, e é comprovadamente eficaz no tratamento da ansiedade, depressão, insônia e hipertensão.

Só não se esqueça de se consultar com um profissional de saúde antes de iniciar qualquer suplementação.

3. Abrace o sol
Você já notou uma melhora no seu humor em um dia ensolarado?

A luz solar não é só a melhor fonte natural de vitamina D do corpo, também permite que os níveis de serotonina permaneçam altos devido ao impulsionamento natural, que reduz o risco de desenvolver distúrbios do humor e depressão. Mesmo em um dia frio, a luz solar pode ter um efeito positivo sobre o corpo e a mente.

4. Trate-se com uma massagem
Você já sabe que recebendo uma massagem você se sente muito bem, mas você sabia que tem um efeito direto sobre os níveis de serotonina?

Massagens são eficazes em reduzir o cortisol, o hormônio do estresse que bloqueia ativamente a produção de serotonina.

Quando o cortisol é inibido, o cérebro fica em um estado ideal para a produção de serotonina. A massagem terapêutica também pode aumentar a produção do neurotransmissor responsável pela sensação de “prazer” do cérebro conhecido como dopamina.

5. Medite
Existem numerosas formas de meditação, e cada uma contribui para aumentar a produção de serotonina no cérebro.

Semelhante à massagem terapêutica, a meditação reduz os níveis de cortisol no cérebro e promove relaxamento. Níveis mais baixos de estresse podem permitir um aumento da serotonina. E isso é bom!

Se você gostou da informação compartilhe com seus amigos e familiares! Leve mais saúde para as pessoas que você quer bem! Compartilhe esta mensagem!

Fonte:  curapelanatureza |  davidwolfe

Se inscreva no canal do Natureba no YouTube e fique por dentro das novidades!

*A prática de exercícios e uma dieta saudável são fundamentais para se ter saúde e ficar em forma. O Natureba é um espaço informativo, de divulgação e educação com temas relacionados a saúde, nutrição e bem-estar. As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde - médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas. OBS: Remédios naturais também tem efeitos colaterais, já que agem de formas diferentes em cada organismo, por isso antes de usar qualquer tratamento alternativo consulte sempre seu médico.