5 poses de ioga que irão reduzir o tamanho da sua barriga

A gordura da barriga é teimosinha e insiste em ficar rsrs

Você pode se exercitar diariamente e manter uma dieta saudável, mas às vezes ainda existe uma barriguinha que não precisava estar ali.

A ioga sozinha não vai eliminar a gordura corporal, mas quando combinada com outro exercício e uma boa dieta ela pode ajudar a melhorar seu metabolismo e reforçar a queima da gordura que você deseja.

Praticar estas 5 poses de ioga irá ajudar você a tonificar sua barriga:

1. Postura de Cobra

* Deitar-se de barriga para baixo, com as pernas esticadas e as palmas das mãos posicionadas debaixo de seus ombros.
* Seu queixo e os dedos dos pés devem tocar o chão.
* Inspire lentamente e levante o seu peito para cima, enquanto curva-se para trás.
* Dependendo de sua força, mantenha essa postura por 15-30 segundos.
* Expire lentamente e traga seu corpo de volta para a posição original.
* Repita 5 vezes com um tempo de descanso de 15 segundos entre cada pose.
* Se você está grávida, tem uma úlcera, hérnia ou lesão nas costas, não tente essa pose.

yoga-belly-fat-FI-759x420

2. Postura de bola

* Deite-se de barriga para baixo com as pernas esticadas e os braços de cada lado do seu corpo.
* Dobre os joelhos e alcançar seus braços para trás a seus tornozelos, ou pés ,e segure.
* Inspire e levante a cabeça, em seguida, dobre-o para trás ao levantar as pernas o mais alto possível.
* Tente manter essa postura por 15-30 segundos e continue respirando normalmente.
* Comece a expirar e volte para a posição original com as pernas esticadas e os braços em seus lados.
* Repetir, pelo menos, 5 vezes com um tempo de repouso de 15 segundos entre cada pose.

3. Postura em V

* Deite-se de costas com as pernas esticadas, mas juntas, e seus braços ao seu lado.
* Inspire e comece a levantar as pernas, mantendo-as em linha reta.
* Estique os pés e os dedos dos pés e levante as pernas tão alto quanto você puder, sem dobrar os joelhos.
* Levante os braços para alcançar os dedos dos pés e crie um ângulo de 45 graus com seu corpo.
* Continue respirando normalmente e mantenha essa postura por 15 segundos.
* Solte e expire.
* Repita esta pose 5 vezes com um tempo de descanso de 15 segundos entre cada pose.

4. Prancha com os braços esticados

* Deite de frente para o chão. Comece com as mãos e os joelhos debaixo de seus braços e ombros (pose de um cachorro/gato).
* Dobre os dedos dos pés e dê um passo para trás com os pés de volta para estender as pernas para trás do seu corpo.
* Inspire ao olhar à frente de suas palmas, para que o seu pescoço e coluna vertebral estejam alinhados.
* Aperte seus músculos abdominais e segure.
* Seu corpo deve formar uma linha reta. Certifique-se de que suas mãos estão no chão e os dedos são afastados.
* Mantenha a posição por 15-30 segundos ou tanto tempo quanto possível.
* Expire e solte a seus joelhos.
* Repita essa postura cinco vezes com um tempo de repouso de 15 segundos entre cada pose.
* Se você tem pressão alta ou qualquer tipo de ombro ou lesão nas costas, não tente essa pose.

5. Postura de pernas abraçadas

* Deite-se de costas com as pernas esticadas e os braços em seus lados.
* Seus pés devem ser estendido com os calcanhares tocando um ao outro.
* Expire e dobre os joelhos ao mesmo tempo trazendo-os gradualmente em direção ao peito.
* Aplique pressão nos músculos abdominais usando suas coxas.
* Entrelace as mãos em suas coxas para segurar os joelhos no lugar.
* Respire profundamente, mantendo essa postura por 60-90 segundos.
* Expire ao liberar seus joelhos, trazendo suas mãos para os lados de seu corpo.
* Repita essa postura 5 vezes com pelo menos 15 segundos de tempo de descanso entre cada pose.

Fonte: davidwolfe

Se inscreva no canal do Natureba no YouTube e fique por dentro das novidades!

*A prática de exercícios e uma dieta saudável são fundamentais para se ter saúde e ficar em forma. O Natureba é um espaço informativo, de divulgação e educação com temas relacionados a saúde, nutrição e bem-estar. As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde - médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas. OBS: Remédios naturais também tem efeitos colaterais, já que agem de formas diferentes em cada organismo, por isso antes de usar qualquer tratamento alternativo consulte sempre seu médico.