6 incríveis plantas que diminuem os níveis de açúcar do sangue

Quando falamos que alguém tem elevados níveis de açúcar no sangue, imediatamente pensamos que se trata de uma pessoa com diabetes.

Essa condição, conhecida como hiperglicemia, não é exclusiva dos diabéticos – qualquer pessoa pode sentir os efeitos do excesso de açúcar no sangue, especialmente após uma refeição maior ou com grande quantidade de açúcares.

Se você esta sem tempo para ler o artigo, veja o vídeo abaixo:

O nível aumentado de açúcar no sangue é considerado normal se for temporário, porém, se os níveis de glicose do sangue permanecem elevados por muitas horas, normalmente é um indicativo que a pessoa pode estar desenvolvendo o diabetes.

Nos dias de hoje, muitas pessoas comem quantidades muito mais elevadas de alimentos processados e artificiais. Esta variação negativa nos hábitos alimentares está conduzindo diretamente a uma incidência maior de pessoas com açúcar elevado no sangue em todo o mundo.

Então, como você pode evitar que o mesmo aconteça com você?

Conheça 6 plantas naturais que podem ajudar a controlar os níveis de açúcar no sangue:

1. Folha de goiabeira
O chá de folhas de goiabeira é capaz de diminuir o açúcar no sangue. Estudos feitos no Japão sugerem que essa folha também pode ajudar a baixar os níveis de colesterol, mas mais testes são necessários para comprovar essa eficácia.

2. Insulina (a planta)
Talvez você não sabia dessa, mas uma planta considerada eficaz para o tratamento da diabetes se chama insulina. As folhas também são empregadas para o tratamento de reumatismo, abscessos e como ativadora da circulação sanguínea.

Além de controlar os níveis de açúcar no sangue, essa planta possui propriedades diuréticas, antimicrobianas, antioxidantes e anti-câncer.

3. Folha de amora
Por ser rica em fibras e repleta de antioxidantes, a folha de amora, se consumida em chá regularmente, pode ajudar no controle do diabetes e dos níveis elevados de açúcar no sangue.

4. Melão-de-são-caetano
Este melão tem um gosto extremamente amargo e seu formato lembra um pepino “acidentado”. Além de controlar o diabetes, ele purifica o fígado e protege contra o câncer.

5. Quiabo
De acordo com estudos realizados por universidades brasileiras, em parceria com os institutos agronômicos, o quiabo tem o poder de reduzir consideravelmente o colesterol, e ainda controlar os níveis de açúcar do sangue. Outro estudo chinês demonstrou que o consumo de quiabo promove uma melhoria na função renal. Uma boa forma de obter os benefícios do quiabo é tomando água de quiabo.

Tudo o que precisa ser feito é cortar as extremidades de quatro quiabos e depois mergulhá-los num copo de água durante a noite. Na manhã seguinte, beba a água.

6. Mirtilo
Dá para acreditar que essa fruta tão saborosa pode ser benéfica na hora de diminuir o açúcar no sangue? Segundo um estudo realizado na Universidade de Michigan, os ratos que se alimentaram de mirtilos ficaram muito mais saudáveis, começando pela redução de colesterol e triglicerídeos. Além disso, é claro, tiveram os níveis de açúcar bastante reduzidos.

E o mais interessante: perderam até gordura corporal. A ciência diz que o poder da fruta está no conteúdo fitoquímico dos mirtilos, que é justamente o que lhe dá a cor azul.

Gostou deste vídeo? Se você gostou do vídeo, curta, se inscreva no canal e compartilhe com seus amigos.

Fonte: 6 Amazing Herbs That Lower Blood Sugar

Se inscreva no canal do Natureba no YouTube e fique por dentro das novidades!

*A prática de exercícios e uma dieta saudável são fundamentais para se ter saúde e ficar em forma. O Natureba é um espaço informativo, de divulgação e educação com temas relacionados a saúde, nutrição e bem-estar. As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde - médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas. OBS: Remédios naturais também tem efeitos colaterais, já que agem de formas diferentes em cada organismo, por isso antes de usar qualquer tratamento alternativo consulte sempre seu médico.