8 sinais que seu corpo está cheio de parasitas

Nos últimos anos, tem havido inúmeras histórias perturbadoras sobre pessoas que contraíram parasitas do estômago ao comerem sushi.

Depois de ouvir sobre essas pessoas, todos nós passamos muito do nosso tempo se perguntando se estamos ou não em perigo de ter um convidado de casa especial em nossos estômagos.

Se você esta sem tempo para ler o artigo, veja o vídeo abaixo:

O problema é que existem várias maneiras diferentes de contrair um parasita e nunca saber disso. Então, hoje, vamos falar sobre algumas maneiras diferentes de você saber se hospeda um parasita ou não.

Fome
Como essas pequenas criaturas se alimentam do que você come, seu estômago não está realmente cheio e você sente uma necessidade constante de lanche. No entanto, outros casos podem experimentar falta de fome também.

Você não consegue dormir
Parasitas podem viver em seu estômago ou em seus intestinos, e quando for este o caso, eles tendem a mantê-lo acordado durante a noite, pois é quando eles estão acordados.

Problemas intestinais
Este é um dos sintomas mais comuns. Se você está com dificuldades para evacuar ou sentir flatulência, inchaço ou sensação de queimação, é provável que você tenha parasitas.

Exaustão
Se o seu humor não é o melhor, e você não consegue se sentir descansado, não importa quanto tempo você gasta na cama, esses pequenos

Se inscreva no canal do Natureba no YouTube e fique por dentro das novidades!

*A prática de exercícios e uma dieta saudável são fundamentais para se ter saúde e ficar em forma. O Natureba é um espaço informativo, de divulgação e educação com temas relacionados a saúde, nutrição e bem-estar. As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde - médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas. OBS: Remédios naturais também tem efeitos colaterais, já que agem de formas diferentes em cada organismo, por isso antes de usar qualquer tratamento alternativo consulte sempre seu médico.