A causa da dor na sua coluna: veja como a coluna está conectada com os órgãos

Você sente dor na coluna frequentemente?

Você sabia que nossa coluna se relaciona com outros órgãos?

Isso mesmo! Por exemplo, se houver qualquer problema em alguma parte da nossa espinha dorsal, outras áreas do corpo ficarão doloridas.

Portanto, é muito importante que estejamos atentos a qualquer anomalia na coluna.

Veja, na imagem abaixo, o mapa que nos orienta a relacionar a coluna vertebral a outras partes do corpo:

1posts

De acordo com especialistas, 70% das dores de cabeça que sentimos vêm de algum problema na coluna. Interessante, não é?

Quer saber mais?

– Dificuldades de engolir, zumbidos no ouvido ou problemas de visão podem ser provocados pelo mau funcionamento dos discos intervertebrais no pescoço.

– Formigamento ou dor nas mãos também é sinal de que sua coluna, especificamente na área do pescoço, está lesionada.

– Dor no peito, no coração, no estômago e incômodos no intestino podem ser causados por algum problema na região torácica da coluna vertebral.

– Dor nas coxas e sensibilidade nas pernas podem indicar que a coluna lombar está com algum problema.

Você percebe a importância desta informação?

Com cuidado, tratamento e fortalecimento da coluna, nós podemos prevenir e combater muitos problemas de saúde.

Fonte:  davidwolfe

Se inscreva no canal do Natureba no YouTube e fique por dentro das novidades!

*A prática de exercícios e uma dieta saudável são fundamentais para se ter saúde e ficar em forma. O Natureba é um espaço informativo, de divulgação e educação com temas relacionados a saúde, nutrição e bem-estar. As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde - médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas. OBS: Remédios naturais também tem efeitos colaterais, já que agem de formas diferentes em cada organismo, por isso antes de usar qualquer tratamento alternativo consulte sempre seu médico.