A razão surpreendente de você não está perdendo peso, é esta!

Você está com dificuldades para perder peso? De fato, para muitos essa não é uma tarefa tão simples quanto comer menos.

Uma tireoide inativa, desbalanços hormonais e até intolerâncias alimentares podem dificultar bastante nossas metas de ano novo.

Se você esta sem tempo para ler o artigo, veja o vídeo abaixo:

Mas uma outra razão, frequentemente negligenciada, para você não estar conseguindo perder peso, pode ser o fígado.

Esse órgão é fundamental para o bom funcionamento do corpo, pois limpa e desintoxica o organismo, transforma as gorduras que ingerimos além de produzir hormônios.

Geralmente o ganho de peso anda junto com maus hábitos alimentares e nutrição pobre, algo que pode afetar diretamente suas funções.

E quando o fígado não funciona bem, vários sintomas podem surgir, sendo alguns deles muito sérios para a saúde.

No vídeo de hoje vamos te mostrar alguns sintomas de que o fígado não está funcionando bem, e o que você pode fazer para melhorar sua função.

“Deu Branco”
‘Deu branco’ é um termo usado usado para descrever uma série de sintomas relacionados a função cognitiva pobre.
uma série de sintomas relacionados a função cognitiva pobre. Problemas de memória, falta de foco e clareza mental e dificuldade para se concentrar são alguns desses sintomas, que surgem quando toxinas se acumulam em áreas do cérebro. Em casos mais severos, esses sintomas podem evoluir em algo mais sério, como a depressão.

Cansaço Frequente
Sentir-se cansado por muito tempo e com frequência é um dos sintomas mais comuns de que algo não vai bem com seu fígado.
As toxinas acumuladas no fígado podem afetar diretamente o metabolismo muscular, prejudicando não só o desenvolvimento de massa muscular, como em fraqueza. Essa fraqueza nos músculos, pode também ser acompanhada de dores.

Sintomas de Alergia
Normalmente, o fígado produz anticorpos para se defender dos alérgenos. Porém, se o fígado já não está tão eficiente, pode provocar a debilitação do sistema imunológico.
Sendo assim, as alergias tendem a se desenvolver facilmente se os alérgenos permanecem no corpo.
Nosso organismo se defende produzindo histamina, uma substância que pode provocar sintomas como coceira, erupções na pele, dores de cabeça e espirros.

Pressão alta
Alguém com um fígado gordo é mais propenso a sofrer de hipertensão (pressão alta).
No entanto, o perigo real não reside apenas no sintoma, mas no seu efeito no corpo.
Um fígado coberto por tecido adiposo, combinado com pressão arterial elevada, pode promover doença hepática ou significar estados avançados de uma condição hepática.
Compondo o problema é o fato de que a hipertensão é freqüentemente acompanhada de colesterol alto. Isso pode levar à coagulação do sangue – uma condição perigosa e potencialmente fatal.

Suor Excessivo
O fígado é um órgão desproporcionalmente grande, e que, quando não funciona bem, acaba esquentando excessivamente.
Esse calor se estende para os outros órgãos e todo o organismo. A resposta mais clara do corpo é produzir suor, que pode ser acompanhado do nada agradável odor corporal.

Se você se identificou com muitos desses sintomas, pode ser que algo não está indo bem com seu fígado.

A boa notícia é que esse órgão, assim como muitos outros, é capaz de se regenerar, desde que acompanhado de uma mudança principalmente nos hábitos alimentares.

Fique ligado pois nos próximos vídeos iremos falar mais sobre o que você pode fazer para melhorar a função do fígado.

Se inscreva no canal do Natureba no YouTube e fique por dentro das novidades!

*A prática de exercícios e uma dieta saudável são fundamentais para se ter saúde e ficar em forma. O Natureba é um espaço informativo, de divulgação e educação com temas relacionados a saúde, nutrição e bem-estar. As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde - médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas. OBS: Remédios naturais também tem efeitos colaterais, já que agem de formas diferentes em cada organismo, por isso antes de usar qualquer tratamento alternativo consulte sempre seu médico.