Acalme os nervos e combata a insônia com esse chá – benefícios do chá de erva-cidreira

O óleo essencial de melissa, é muito usado para tratar uma série de problemas de saúde, como: insônia, ansiedade, enxaqueca, hipertensão, diabetes, herpes, depressão e demência. Suas propriedades antivirais e antimicrobianas estão presentes em um aroma doce e agradável.

E um dos benefícios mais conhecidos do óleo de melissa é a sua capacidade de tratar feridas e vírus da herpes, de forma natural, sem a necessidade de antibióticos.

A melissa, consumida com certa regularidade pode aliviar muitas condições ruins de saúde.

Se você esta sem tempo para ler o artigo, veja o vídeo abaixo:

Para os agitados, ela é um excelente tranquilizador, reduz a ansiedade e o estresse, proporciona relaxamento e melhora a qualidade do sono.

Veja agora alguns dos benefícios do óleo de melissa:

1. Melhora os sintomas da doença de Alzheimer
Os pesquisadores descobriram que o óleo de melissa ajuda a reduzir os efeitos da doença de Alzheimer.

2. Possui atividade anti inflamatória
O óleo de melissa pode ser ingerido ou aplicado topicamente para reduzir o inchaço e aliviar a dor, devido à sua ação anti-inflamatória.

3. Previne e trata infecções Uma série de estudos indicaram que a erva pode ser usada para curar feridas, inclusive a herpes oral e genital.

4. Tem efeitos antidiabético
Estudos sugerem que o óleo de melissa é um agente hipoglicêmico e antidiabético eficiente.

5. Promove a saúde da pele
O óleo de melissa é usado para tratar naturalmente eczema, acne e feridas menores, pois possui propriedades antifúngicas antibacterianas. Esses foram apenas alguns dos benefícios do óleo de melissa, mas você também pode obter seus benefícios usando a água ou o chá de melissa.

A água de melissa, assim como o chá desta planta, também acalma e relaxa os nervos. Tem efeitos sedativos, ou seja, promove o sono, e por isso é melhor ser consumida antes de dormir.

Atenção Se você já tomar medicamento para dormir pois, a interação medicamentosa da água de melissa com outros sedativos pode causar sonolência excessiva. Como usar a Melissa como remédio:

Recomenda-se usar 30 gotas de água de melissa diluídas em meio copo de água para usá-la como sonífero, ou para combater problemas de ansiedade e insônia.

Como fazer esse remédio de Melissa em casa:

Ingredientes

20 gramas de folhas de melissa
3 gramas de folhas de angélica
3 gramas de coentro
2 folhas de canela
0.5 gramas de cravo
15 gramas de casca de limão
1 litro de bebida alcoólica (vodka)

Como fazer

Para o preparo, basta misturar todas as ervas com a bebida alcoólica e deixar marinar por 15 dias, mexendo ocasionalmente. Depois basta filtrar e armazenar em um vidro fechado e guardar longe do calor. A posologia é de 30 gotas diluídas em água.

Além disso também é possível usar a melissa em forma de chá. Chá de melissa é popularmente usado para problemas digestivos, para eliminar os gases causados pela má digestão, proporcionando bem-estar após as refeições mais pesadas. É ótimo também para aliviar náuseas, cólicas menstruais e enxaquecas.

Para fazer o chá de melissa, basta ferver 200 ml de água e depois acrescentar um punhado das folhas da erva, tampar e deixar em infusão por 10 ou 15 minutos.

Quando estiver morno, coe e beba. A melissa é naturalmente adocicada e muito gostosa, não precisa adoçar mas você pode acrescentar algumas gotas de limão que ficará muito bom!

Consuma o chá antes de dormir, ou em momentos em que seja possível relaxar, pois ele causa sonolência.

A água de melissa não deve ser consumida por pessoas que tenham hipotireoidismo, crianças menores de dois anos, grávidas ou lactantes.

Fonte: 5 Powerful Health Benefits of Lemon Balm (Melissa Essential Oil)

Se inscreva no canal do Natureba no YouTube e fique por dentro das novidades!

*A prática de exercícios e uma dieta saudável são fundamentais para se ter saúde e ficar em forma. O Natureba é um espaço informativo, de divulgação e educação com temas relacionados a saúde, nutrição e bem-estar. As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde - médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas. OBS: Remédios naturais também tem efeitos colaterais, já que agem de formas diferentes em cada organismo, por isso antes de usar qualquer tratamento alternativo consulte sempre seu médico.