Bolacha oreo revela segredo que você não imaginava

Quem já comeu bolacha Oreo?

A primeira vista ele parece uma bolacha recheada maravilhosa, com um gosto único e viciante!

Nos Estados Unidos a bolacha faz sucesso desde 1912 – há 104 anos, e existem 22 sabores, mas aqui no Brasil só encontramos a versão tradicional.

Sabia que, quando você come Oreos, o seu cérebro tem uma associação semelhante de prazer como quando usa cocaína ?!

Estudantes da Universidade de Connecticut  e um professor de neurocientista, realizara um estudo em laboratório – em ratos, e descobriram que a reação da bolacha é semelhante ao uso e tão viciante quanto a cocaína.

“Nossa pesquisa suporta a teoria de que alto teor de gordura em alimentos estimula o cérebro da mesma forma que as drogas fazem”, disse o professor José Schroeder em um comunicado.

“Ela pode explicar por que algumas pessoas não podem resistir a esses alimentos, apesar do fato de que eles sabem que eles são ruins para eles.”

Schroeder e sua equipe descobriram que ratos de laboratório formaram uma “associação igualmente forte” entre o prazer de comer a bolacha e estar exposto à cocaína ou morfina.

bolacha biscoito oreo cocaina

A pesquisa mostrou que comer Oreos ativa mais neurônios no “centro do prazer” do cérebro do rato de laboratório do que ao ser exposto a essas drogas altamente viciantes e perigosas.

Além de ser altamente aditivo, há muitos ingredientes perigosos nestas bolachas recheadas.

Fonte:  delish.

Se inscreva no canal do Natureba no YouTube e fique por dentro das novidades!

*A prática de exercícios e uma dieta saudável são fundamentais para se ter saúde e ficar em forma. O Natureba é um espaço informativo, de divulgação e educação com temas relacionados a saúde, nutrição e bem-estar. As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde - médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas. OBS: Remédios naturais também tem efeitos colaterais, já que agem de formas diferentes em cada organismo, por isso antes de usar qualquer tratamento alternativo consulte sempre seu médico.