Candidíase: uma coletânea de remédios naturais para você se cuidar!

A candidíase é uma doença causada pela proliferação de fungos em várias regiões do corpo. A forma de candidíase mais conhecida é a vaginal, mas ela também se alastra pela boca, intestino e outras regiões.

Nesse artigo vamos apresentar uma coletânea de remédios caseiros para você tratar várias formas diferentes de candidíase.

Ingredientes como o iogurte natural aplicado à área ou o consumo regular de chá de uva ursina são bem eficazes e muito conhecidos para o tratamento alternativo da candidíase.

Também é possível usar cápsulas de lactobacillus acidophilus para tratar candidíase vaginal. Basta introduzir a cápsula na vagina antes de dormir, durante 14 dias para equilibrar a flora vaginal e evitar a proliferação do fungo.

Além de introduzir a cápsula na vagina também é possível consumi-la por via oral antes das refeições para tratar a candidíase na boca, por exemplo.

cha de folhas de uva ursina

Preste atenção em outras formas naturais de tratar a candidíase.

Candidíase vaginal

O iogurte natural tem a função de diminuir a acidez da vagina ou de outras partes do corpo, evitando assim a proliferação do fungo causador da candidíase, uma vez que o fungo precisa de ambientes ácidos para se reproduzir.

Receita – Iogurte Natural

Ingredientes
125 g de iogurte natural
1 seringa sem agulha ou 1 absorvente interno

Como usar: basta aplicar o iogurte natural na vagina, usando a seringa e usar o absorvente (interno ou externo) para evitar sujar a calcinha. Aplique o iogurte 2 vezes ao dia para alcançar o resultado.

Alternativamente, aplique mergulhe o absorvente interno no iogurte natural e introduza-o na vagina. Deixe atuar por 3 horas para fazer o efeito desejado.

Candidíase Masculina

A candidíase masculina é provocada pela levedura Candida Albicans e o chá de uva ursina é um ótimo remédio caseiro para diminuir a produção desse tipo de micro-organismo. O chá também pode ser consumido por mulheres para tratar a candidíase vaginal.

Ingredientes
1 xícara de água quente
2 colheres de chá de folhas de uva ursina

Como usar: coloque as folhas de uva ursina na água quente e deixe em fusão por cinco minutos. Após esse tempo, coe e consuma o chá normalmente. Para conseguir o efeito desejado deve-se consumir o chá três vezes ao dia.

Candidíase na boca

A boca é uma região não muito comum para a proliferação da candidíase, mas ainda sim é possível que o fungo se reproduza por essa região. Por conta disso, o tratamento com chás e pomadas são mais indicados. Nesse sentido, o chá de poeja tem resultados excelentes para tratar esse mal.

Ingredientes
1 xícara de água fervente
1 colher de sopa de folhas ou flores de poeja

Como fazer: coloque as folhas ou flores de poejo na água e deixe em fusão por 15 minutos. Após esfriar, mergulhe um chumaço de algodão no chá e aplique na área afetada da boca de 3 a 4 vezes por dia.

Candidíase intestinal

O chá de Pau D’Arco é um grande aliado para o tratamento da candidíase intestinal, uma vez que atua como um poderoso antifúngico natural na região do intestino.

Ingredientes
1 litro de água fervente
2 colheres de sopa de cascas de Pau D’Arco

Como fazer: Basta colocar as cascas de Pau D’Arco na água fervente e deixar por 10 minutos no frasco tampado. Após esse tempo, coe e beba de 2 a 3 xícaras por dia.

Além do chá de Pau D’Arco, também é possível fazer água de alho para tratar a candidíase intestinal. O alho é um poderoso antifúngico natural e a preparação é fácil.

Ingredientes
5 dentes de alho
1 copo de água

Como fazer: Deixe os dentes de alho em fusão por 6 horas na água. Coe o alho e consuma a água.

Fonte: tuasaude

Se inscreva no canal do Natureba no YouTube e fique por dentro das novidades!

*A prática de exercícios e uma dieta saudável são fundamentais para se ter saúde e ficar em forma. O Natureba é um espaço informativo, de divulgação e educação com temas relacionados a saúde, nutrição e bem-estar. As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde - médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas. OBS: Remédios naturais também tem efeitos colaterais, já que agem de formas diferentes em cada organismo, por isso antes de usar qualquer tratamento alternativo consulte sempre seu médico.