Chá de pitanga: o tratamento natural para a próstata

É inegável que vivemos numa época cheia de descobertas médicas.

Doenças até então desconhecidas, síndromes raras e vírus antes ignorados estão sendo cada vez mais estudados na busca por tratamentos eficazes que alcancem a cura das enfermidades.

Mesmo assim, ainda há muito que se fazer para desvendar vários mistérios do corpo humano.

Entre as áreas ainda pouco estudadas e com pouca informação disponível está os tratamentos preventivos da saúde masculina.

Sim, conseguir uma consulta com um urologista é relativamente fácil hoje em dia.

Entretanto, pouco se sabe sobre prevenção de doenças exclusivamente masculinas, especialmente quando o assunto se refere à próstata.

O câncer de próstata é a doença mais temida pelos homens.

prostata folhas de pitanga

Infelizmente, ainda sim, milhares de homens brasileiros passam por essa situação.

E o pior: muitos sequer sabem disso.

Por isso, consultar o urologista e realizar o exame de próstata é crucial para a saúde masculina.

Mesmo que seja desconfortável (desculpe pessoal!).

Mas, o que fazer quando se descobre algum problema na próstata? Afinal de contas, o câncer não é a única doença que pode aparecer nessa região.

Além de seguir o tratamento do seu médico, também é possível recorrer a alternativas saudáveis e naturais de tratamento.

Foi pensando na saúde masculina que trouxemos essa dica: Chá de Pitanga!

As folhas da pitanga possuem propriedades muito variadas e, por isso, são amplamente usadas em tratamentos de saúde.

Para se ter uma ideia da abrangência das propriedades da pitanga, o chá de pitanga auxilia no tratamento de várias doenças, como o reumatismo, doenças estomacais, hipertensão, bronquite, dentre outras.

Essa abrangência da pitanga se dá pelas propriedades das substâncias encontradas nas folhas.

Os fenóis, por exemplo, tem propriedade anti-inflamatória, o que faz com que o chá de pitanga auxilie no tratamento de febres, por exemplo.

Os carotenoides, são substâncias que atuam contra a degeneração celular, causa de várias doenças graves, incluindo-se aí o câncer.

Por último, as antocianinas (que dão a pigmentação da pitanga) tem propriedades antioxidantes.

Além dessas propriedades, o chá de pitanga também age como calmante e diurético, graças a ação da pitanguina, também presente na composição da fruta e em suas folhas.

A pitanga também é rica em Vitamina A, muito usada no combate ao envelhecimento precoce, assim como o licopeno, também presente na pitanga.

Viu quantos benefícios?

Então, preparem-se e prestem atenção na receita!

INGREDIENTES

1 litro de água
3 colheres de sopa de folha de pitanga

PREPARAÇÃO

Ferva o litro de água.
Coloque as folhas da pitanga, no momento que a água atingir o ponto de fervura.
Deixe o chá na panela, tampado para consumo ao longo do dia.

Para potencializar o tratamento e focando especificamente no caso de tratamento da próstata, hipertensão e diabetes, consuma o chá consuma o chá diariamente ao longo de um mês.

Não se esqueça de comparar o andamento do seu tratamento, realizando exames periódicos e comparando os resultados ao longo do tempo.

Lembre-se que tratamentos naturais levam mais tempo do que os remédios convencionais.

AVISO: Por ser tão rico em substâncias diversas, o chá de pitanga causa um efeito colateral: se tomado em demasia, o chá causa perda de potássio.
Por conta disso, é desaconselhável para pessoas com problemas cardíacos o uso do chá de pitanga.
Antes de qualquer uso, consulte seu médico.

Fonte:  newsmax

Se inscreva no canal do Natureba no YouTube e fique por dentro das novidades!

*A prática de exercícios e uma dieta saudável são fundamentais para se ter saúde e ficar em forma. O Natureba é um espaço informativo, de divulgação e educação com temas relacionados a saúde, nutrição e bem-estar. As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde - médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas. OBS: Remédios naturais também tem efeitos colaterais, já que agem de formas diferentes em cada organismo, por isso antes de usar qualquer tratamento alternativo consulte sempre seu médico.