Como reconhecer e eliminar os 5 piores aditivos químicos usados nos alimentos

Quando nossos pais nos diziam “coma suas verduras e legumes”, nem fazíamos idéia de que eles estavam se preocupando também com a nossa saúde.

De fato, nem todos os alimentos são criados iguais. Alguns alimentos são mais nutritivos que outros, enquanto muitos, principalmente os processados possuem certos aditivos que mal conseguimos pronunciar o nome.

Se você esta sem tempo para ler o artigo, veja o vídeo abaixo:

Essas substâncias são adicionadas aos alimentos com o propósito de manter ou modificar o seu sabor ou melhorar a sua aparência.

A pergunta que paira no ar é: será que eles são seguros para a nossa saúde?

Alguns aditivos são provenientes de fontes naturais, como o sal e o vinagre. Com relação a esses aditivos, podemos considerá-los seguros principalmente por serem utilizados há séculos.

Entretanto, no último século, um grande número de aditivos vêm sendo adicionado durante a fabricação dos alimentos, o que levantou muitos debates acerca de sua segurança.

Apesar de trazerem certa conveniência, a saúde deve ser sempre nossa prioridade. Por isso, criamos uma lista de alguns aditivos que você encontra facilmente em alimentos e que podem botar sua saúde em risco:

Glutamato Monossódico
O glutamato monossódico é usado amplamente para realçar o sabor de alimentos enlatados, congelados, sopas e até molhos para salada.
Apesar de considerado seguro, há um debate muito grande sobre esse aditivo, pois há evidências de que possa causar dores de cabeça, dores no peito, dormência na boca e pescoço, sudorese etc.

Xarope de milho de alta frutose
Encontrado com frequência em refrigerantes, sucos de caixinha, cereais matinais e outros alimentos processados, esse xarope é uma alternativa barata para adoçá-los.
O problema é que nem tudo é doce sobre ele: seu consumo em excesso tem sido relacionado a obesidade e a síndrome metabólica.

Corantes Artificiais
Alimentos coloridos são apelativos, especialmente para as crianças.
Não à toa, os fabricantes usam esses corantes em balas, sorvetes, energéticos, condimentos, snacks e outros alimentos processados.
Alguns desses corantes têm sido associados a um risco maior de desenvolvimento de câncer, bem como ao aumento de sintomas de asma e hiperatividade em crianças.

Nitritos e Nitratos
Nitritos de sódio são o aditivo que confere o sabor e coloração característicos das carnes curadas, como presunto e bacon.
De acordo com um estudo publicado em 2011, há uma ligação forte entre o nitrato encontrado na água e o desenvolvimento de câncer na bexiga, útero, ovário e colorretal.
Os nitritos por sua vez, ao se combinarem com as hemoglobinas do sangue, causam nelas uma alteração, impedindo-as de transportar sangue para os órgãos.

Aspartame
Alimentos sem açúcar tem se tornando bastante populares, especialmente em pessoas que estão fazendo dieta.
Para adoçar esses alimentos, as indústrias costumam usar adoçantes artificiais como o aspartame, comumente encontrado em refrigerantes, iogurtes, gomas de mascar e até em remédios com sabor artificial.
Esse adoçante é um dos responsáveis pela maioria das reações adversas causadas por aditivos, desde sintomas leves como dores de cabeça até mais sérios, como convulsões.
Acredita-se também que seu consumo esteja relacionado a menores níveis de serotonina no cérebro, maior risco para depressão e até batimentos cardíacos irregulares.

Fonte: How To Recognize And Eliminate The 5 Worst Artificial Food Additives

Se inscreva no canal do Natureba no YouTube e fique por dentro das novidades!

*A prática de exercícios e uma dieta saudável são fundamentais para se ter saúde e ficar em forma. O Natureba é um espaço informativo, de divulgação e educação com temas relacionados a saúde, nutrição e bem-estar. As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde - médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas. OBS: Remédios naturais também tem efeitos colaterais, já que agem de formas diferentes em cada organismo, por isso antes de usar qualquer tratamento alternativo consulte sempre seu médico.