Como salvar uma pessoa de um derrame? Use uma agulha

Você sabia que uma agulha pode salvar a vida de um paciente com um derrame?

Segundo a medicina chinesa, a sangria periférica é um dos mais antigos procedimentos neste caso.

De começo, esta terapia pode parecer estranha e sem fundamento, mas colocar uma agulha nos pontos ‘chave’, da técnica, pode ajustar o fluxo de qi nos vasos sanguíneos.

Segundo a técnica, se apenas algumas gotas de sangue saem de um ou mais pontos periféricos, isso afetará significativamente a pessoa que estiver passando pelo processo de derrame.

Aos primeiros sinais procure um médico, não se esqueça disso!

agulha_-_avc

Se por ventura o auxilio demorar para chegar, você pode tentar usar o método:

1. Segure a agulha no fogo para esterilizá-la e use-a para picar a ponta de todos os 10 dedos. Faça apenas um furinho a poucos milímetros da unha.

2. Faça os furos de modo que o sangue saia, em pouca quantidade, mas saia.

3. Se o sangue não começar a sair, pressione levemente a área para que ele possa fluir. (é parecido com o exame de diabetes – para ver o nível de açúcar no sangue)

4. Quando todos os 10 dedos começarem a sangrar, em poucos minutos a vitima irá melhorar.

5. Porém se a vitima sofrer alguma paralisia na boca, massageie as orelhas dela até que fiquem vermelhas, para que o sangue possa chegar lá.

6. Feito isso, fure a parte mais macia das orelhas com a agulha. Poucos minutos ápos cair 2 gotas de sangue de cada uma, a boca não estará mais deformada.

7. Mesmo depois que a vítima voltar ao normal, leve-a diretamente a um hospital com pronto atendimento.

Fonte:  curapelanatureza

Se inscreva no canal do Natureba no YouTube e fique por dentro das novidades!

*A prática de exercícios e uma dieta saudável são fundamentais para se ter saúde e ficar em forma. O Natureba é um espaço informativo, de divulgação e educação com temas relacionados a saúde, nutrição e bem-estar. As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde - médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas. OBS: Remédios naturais também tem efeitos colaterais, já que agem de formas diferentes em cada organismo, por isso antes de usar qualquer tratamento alternativo consulte sempre seu médico.