Ela controla sua pressão e reduz em 50% o risco de doenças do coração

Muitas vezes ouvimos nomes estranhos relacionados a substancias que podem nos ajudar. E a tecnologia aliada a medicina sempre descobre coisas novas, para nos ajudar. Mas você já ouviu falar em coenzima Q10?

Esta coenzima Q10, é uma substância muito parecida com às vitaminas, e é um um grande e poderoso antioxidante.

As vezes podemos encontrá-la em alguns alimentos, mas em pequenas quantidades. Um exemplo disto é a carne de alguns órgãos, como de bovinos, sardinha e também no amendoim.

Porém nosso corpo, a partir dos 20 anos, começa a diminuir a produção de coenzima Q10, talvez  seja por isso que depois dos 50 anos os problemas de coração começam a aparecer.

Sendo assim, seria interessante começar a tomar suplementos à base de coenzima Q10.*

doença do coração

Como a coenzima Q10 age

– protege as moléculas da oxidação e de radicais livres que atacam as células;

– fornece energia para as mitocôndrias, para continuar o processo vital da “bioenergética”;

– esta presente em altas concentrações no músculo do coração, que precisa de uma grande quantidade de energia, já que ele precisa ser bombeando cerca de 100 mil vezes a cada 24 horas;

– combate a aterosclerose;

– diminui a pressão sanguínea, segundo o pesquisador e médico dr. Peter Langsjoen, da Universidade do Texas.

Na próxima consulta que tiver, converse com seu médico e cardiologista sobre a coenzima Q10 e veja se você necessita desta suplementação.

A coenzima Q10 é facilmente encontrada em loja de produtos naturais, farmácias de manipulação e lojas de suplementos.

Fonte:  life-enhancement

Se inscreva no canal do Natureba no YouTube e fique por dentro das novidades!

*A prática de exercícios e uma dieta saudável são fundamentais para se ter saúde e ficar em forma. O Natureba é um espaço informativo, de divulgação e educação com temas relacionados a saúde, nutrição e bem-estar. As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde - médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas. OBS: Remédios naturais também tem efeitos colaterais, já que agem de formas diferentes em cada organismo, por isso antes de usar qualquer tratamento alternativo consulte sempre seu médico.