Ela estava usando um produto popular com seus filhos… agora esta quase cega. Você não vai acreditar o que causou isso!

Existem produtos que os pais usam com seus filhos que eles não acham que vão causar qualquer tipo de dano. Alguns produtos não parecem que teriam qualquer efeito sobre a pele ou a saúde de quem usá-los. Porém nem sempre eles não foram testados nas formas adequadas. Uma mulher usou glitter (brilho para artesanato), e quase ficou cega.

Seu dia começou como normal quando ela, Caayi, decidiu fazer algumas atividades com seus filhos. E uma destas atividades envolvia o uso de glitter (brilho para artesanato).

Caayi estava usado brilho de artesanato, algo que muitos outros pais usam, e deixam seus filhos usarem.

Ela ficou com um pouco de brilho em seus olhos, mas ela pensou que poderia simplesmente lavá-lo para remover de seu olho.

Um mês de irritação passou sem qualquer alívio. Um fungo começou a desenvolver em seu olho. A córnea foi rompida pelo brilho. Duas cirurgias foram realizadas para resolver o problema, mas não resolveram. Vários tratamentos e cirurgias depois, ela perdeu a visão no olho.

1

Hoje ela usa um olho falso no lugar, mas não é nada parecido com o que seu olho verdadeiro.

Caayi descobri que existe perigo até mesmo no pequeno brilho. Recentemente ela fez um vídeo para mostrar isso aos outros pais, e alertar as crianças.

Fonte:  healthylifemaster

Se inscreva no canal do Natureba no YouTube e fique por dentro das novidades!

*A prática de exercícios e uma dieta saudável são fundamentais para se ter saúde e ficar em forma. O Natureba é um espaço informativo, de divulgação e educação com temas relacionados a saúde, nutrição e bem-estar. As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde - médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas. OBS: Remédios naturais também tem efeitos colaterais, já que agem de formas diferentes em cada organismo, por isso antes de usar qualquer tratamento alternativo consulte sempre seu médico.