Esses são os primeiros sinais e sintomas de câncer de pulmão você não deve ignorar

O câncer de pulmão é o segundo câncer mais comum em homens e mulheres, e é a principal causa de morte por câncer, de acordo com a Sociedade Americana de Câncer.

Se você pensa que os fumantes são os únicos que correm risco de câncer de pulmão, você pode se surpreender ao saber que 20% das pessoas que morrem com câncer de pulmão, são pessoas que não fumam.

A Sociedade Americana do Câncer explica que a poluição do ar, o fumo passivo (quando ficamos perto de alguém que esta fumando), gás radônio e agentes causadores de câncer, como amianto e escape de diesel, são todos os principais fatores de risco para o câncer de pulmão.

A melhor defesa é saber os primeiros sinais e sintomas do câncer de pulmão. Quanto mais cedo você chegar ao seu médico e quanto mais cedo o câncer for diagnosticado, maiores serão as chances de recuperação.

Continue lendo para aprender os primeiros sinais e sintomas de câncer de pulmão.

1. Doença freqüente

Se você notou um aumento na freqüência de doenças como frio, gripe, bronquite ou pneumonia, você deve conversar com seu médico sobre as possíveis causas de seu sistema imunológico deprimido. Dr. Kelley diz que quando o câncer se instala no tecido pulmonar e nos tubos brônquicos, os pulmões se tornam mais suscetíveis à doença.

2. Emagrecimento inexplicado

Se você perdeu o interesse nos alimentos ou se sente cheio rapidamente depois de começar a comer, o câncer de pulmão pode estar afetando seu apetite.

Tenha um caderno ou agenda separado para registrar os sintomas e as possíveis causas, tais como intoxicação alimentar, alergia alimentar, ou doença gastrointestinal. Se a causa é inexplicável, leve o problema ao seu médico.

3. Dor de dedo

Você pode se surpreender ao saber que as pontas dos dedos espessas e dolorosas são um sintoma típico de câncer de pulmão. Isto é porque os tumores do pulmão liberam produtos químicos na corrente sanguínea que estimulam o crescimento dos ossos e tecidos nas pontas dos dedos e sob as unhas. Dr. Kelley recomenda que você avise seu médico sobre qualquer espessamento, inchaço, ou clubbing nos dedos.

4. Dor no seu tronco

Se você sentir uma dor persistente no peito, ombro, costas ou abdômen, você pode estar com uma pressão direta de um tumor pulmonar. Segundo o Dr. Kelley, a dor no peito é um sintoma que afeta 1 em cada 4 pacientes com câncer de pulmão.

5. Voz rouca

Se sua voz soa um pouco rouca ou você sente dor ao engolir ou falar, você pode ter câncer de pulmão. Especialmente quando é acompanhado por uma tosse persistente, chiado ou tosse com sangue.

6. Falta de ar

Este é um sintoma comum em mulheres que é muitas vezes diagnosticado como um efeito colateral de idade ou inatividade. Mas a falta de ar é um sinal de adenocarcinoma, a forma mais comum de câncer de pulmão em mulheres.

7. Fraqueza nos membros superiores

Muito bem explica a fraqueza nos membros superiores, perda de coordenação e cãibras musculares são todos os sintomas da síndrome paraneoplásica, uma doença relacionada ao câncer de pulmão em que hormônio-como substâncias são secretadas por tumores.

8. Crescimento do peito em homens

Um sintoma menos falado em pacientes de câncer de pulmão do sexo masculino é a ampliação do peito ao redor e do mamilo. Dr. Kelley explica que este é um sintoma da síndrome paraneoplásica, causada pela liberação de hormônios, proteínas e outras substâncias na corrente sanguínea.

Se você tem algum desses sintomas, procure seu médico.

Fonte: remedydaily

Se inscreva no canal do Natureba no YouTube e fique por dentro das novidades!

*A prática de exercícios e uma dieta saudável são fundamentais para se ter saúde e ficar em forma. O Natureba é um espaço informativo, de divulgação e educação com temas relacionados a saúde, nutrição e bem-estar. As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde - médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas. OBS: Remédios naturais também tem efeitos colaterais, já que agem de formas diferentes em cada organismo, por isso antes de usar qualquer tratamento alternativo consulte sempre seu médico.