Experiência de um médico: uma dieta alcalina me permitiu uma vida sem doenças!

O princípio que ele propôs é simples, mas rigoroso.

Muitas celebridades juram que fazem dieta alcalina e afirmam que é a única responsável pela sua saúde e aparência jovem. A ideia é que os alimentos altamente ácidos causam doenças e inflamações e isso muda quando se ingere mais alimentos alcalinos.

“Se você quer ser saudável, bonita, e perder peso, você deve saber que as causas das doenças e obesidade são: ácido e inflamação”, diz o nutricionista e quiroprático Dr. Daryl Geoffrey, que aconselhou inúmeras estrelas de Hollywood.

Ele afirma que ele conseguiu perder mais de 9 quilos e se livrou da dependência de açúcar graças a este tipo de dieta.
“Eu corro triatlo e ultra maratona. Não me lembro da última vez que estive doente “, diz ele.

dieta alcalina (1)

O princípio que ele propôs é simples, mas rigoroso: o que você precisa é expulsar de sua dieta por um tempo: produtos a base de leite, álcool, carne, café, açúcar e glúten.

Em vez disso, ele sugere uma dieta rica em vegetais de folhas verdes e outros “alimentos básicos”. As frutas devem ser evitadas, porque de acordo com os princípios da dieta alcalina, açúcar é açúcar, em qualquer forma que seja.

Um dos conceitos errados é que esta dieta muda o pH do sangue. Contudo, isso não é possível, porque o seu corpo regula estritamente o valor do pH e a nutrição pode afetá-lo.

Por outro lado, se você comer muitos alimentos ácidos, diz o Dr. Gioffre, o corpo vai manter o mesmo nível de pH, afetando a saúde dos ossos e coração, já que ele vai puxar minerais alcalinos de nossas próprias fontes!

O que comer em uma dieta alcalina?

Abacate
Brócolis
Couve-de-Bruxelas
Repolho, chucrute
Trigo sarraceno
Cenouras
Couve-flor
Salsão
Abobrinha
Cogumelos shitake orientais
Cogumelos como o shimeji e champignon
Alga tipo nori, kombu, wakame
Cebolinha
Figo
Óleo de linhaça
Pepino
Alho
Toranja
Soja e produtos de soja
Banana
Brotos de soja
Brotos de alfafa
Uvas
Feijões verdes
Mel
Kiwi
Alho-porro
Limões e limas
Manga
Painço
Azeitonas e azeites de oliva
Cebola
Laranja
Mamão Papaya
Salsa
Peras
Ervilhas verdes
Abacaxi
Quinoa
Rabanetes
Espinafre
Morangos
Tomates
Melancia
Zizania
Cuia
Sementes de gergelim, tahini – pasta de semente de gergelim

Alimentos que devemos ter cautela:

– A Reação ácida do corpo tem maior probabilidade de ser causada por proteínas, principalmente os de origem animal, e considera-se que para cada 10g de proteína em excesso perdemos 100 mg de cálcio urinando. Portanto, não exagere na ingestão de proteínas.

– Refrigerantes, porque são muito ricos em fósforo, provocam a perda de cálcio quando é tomado em grandes quantidades.

– Não beba mais do que três xícaras de café por dia, já que o café provoca acidez no corpo. Algumas estatísticas mostram que muitas vezes o consumo de café, mais de três vezes por dia pode aumentar a ocorrência de osteoporose, em 82%.

– Alimentos refinados, como pão branco, bolos e massa folhada causa acidez no corpo e expulsa o cálcio dos ossos.

– Cuidado com chás escuros.

– Diminua a ingestão de alimentos gordurosos.

– Fumar e beber café são dois hábitos “amigáveis” associados e quando juntos, criam a acidez do corpo.

Se você gostou da informação compartilhe com seus amigos e familiares! Leve mais saúde para as pessoas que você quer bem! Compartilhe esta mensagem!

Fonte:  getoffyouracid

Se inscreva no canal do Natureba no YouTube e fique por dentro das novidades!

*A prática de exercícios e uma dieta saudável são fundamentais para se ter saúde e ficar em forma. O Natureba é um espaço informativo, de divulgação e educação com temas relacionados a saúde, nutrição e bem-estar. As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde - médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas. OBS: Remédios naturais também tem efeitos colaterais, já que agem de formas diferentes em cada organismo, por isso antes de usar qualquer tratamento alternativo consulte sempre seu médico.