Ficar muito tempo sentado está te matando (mesmo se você se exercitar)

Ficar muito tempo sentado é um perigo para a saúde e acarreta vários problemas, como obesidade e dor na coluna. Conheça os perigos de ficar muito tempo sentado.

Pare e pense um pouco: quanto tempo você fica sentado diariamente?

Se você esta sem tempo para ler o artigo, veja o vídeo abaixo:

Estima-se que uma pessoa fique em média 50 a 70% do tempo em que não está dormindo nessa posição.

Ficar horas e horas sentado é algo tão comum e corriqueiro que muitos de nós não nos damos conta de quão prejudicial isso pode ser para a saúde.

Muitas vezes, o primeiro sinal de que estamos muito tempo sentados é quando aparecem as dores na coluna. Mas se engana quem pensa que passar muito tempo sentado faz mal só para a coluna.

No vídeo de hoje vamos te mostrar alguns dos aspectos negativos de passar tantas horas sentado diariamente:

Maior risco de doenças cardiovasculares
Enfraquecimento dos músculos
Risco de desenvolver diabetes
Problemas no rim
Diminui o metabolismo
Aumento do mau colesterol

A boa notícia é que você pode reverter essa tendência, adotando alguns hábitos simples no seu dia-a-dia.

Se você passa muito tempo do dia sentado, procure levantar-se a cada 30 minutos.

Se isso atrapalhar seu trabalho, procure ao menos se levantar a cada hora e andar por alguns minutos.

Esse simples ato vai estimular a circulação sanguínea no corpo. Alongamentos também são muito bons para quem passa horas nessa posição.

✅ INSCREVA-SE NO CANAL AQUI ► https://goo.gl/JWAeet

Gostou deste vídeo? Se você gostou do vídeo, curta, se inscreva no canal e compartilhe com seus amigos.

Se inscreva no canal do Natureba no YouTube e fique por dentro das novidades!

*A prática de exercícios e uma dieta saudável são fundamentais para se ter saúde e ficar em forma. O Natureba é um espaço informativo, de divulgação e educação com temas relacionados a saúde, nutrição e bem-estar. As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde - médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas. OBS: Remédios naturais também tem efeitos colaterais, já que agem de formas diferentes em cada organismo, por isso antes de usar qualquer tratamento alternativo consulte sempre seu médico.