Nicotina: como eliminá-la do seu corpo?

Imagine essa situação: você começou a fumar na época que o hábito de fumar cigarro era considerado um sinal de elegância.

Durante décadas, o seu hábito de fumar foi considerado o símbolo de maturidade para alguns e um costume associado ao sua evolução pessoal para outros.

Afinal de contas, qual o homem não queria ser o cowboy da propaganda do cigarro?

E qual a mulher não queria parecer tão elegante quanto as divas do cinema?

Quem não se lembra da foto icônica de Audrey Hepburn com a piteira, usada para promover o filme “bonequinha de luxo”?

Entretanto, os tempos mudaram.

De repente, seu hábito virou motivo de grande polêmica.

tabagismo nicotina cigarrotabagismo nicotina cigarro

Você se vê sendo julgado(a) por tudo e todos. Se vê sendo tratado(a) como uma pessoa sem caráter.

De uma hora para outra você se vê sendo tratado(a) como uma criança. Recebendo conselhos que não pediu e sendo praticamente eliminado até de círculos de amigos.

Do dia para noite, o símbolo de maturidade virou o grande símbolo da vergonha.

E a vergonha é tanta, que até o governo resolveu intervir e agora você não pode fumar em baixo de marquises.
A vida está difícil, não é mesmo?

Conforme for, o cigarro já foi responsabilizado por diversas doenças e a campanha para eliminar o hábito de fumar é altamente difundida em diversos países.

Entretanto, mudar, eliminar e criar qualquer hábito não é fácil.

Apesar de muitas pessoas conseguirem fazê-lo através da “força de vontade”, essas pessoas não correspondem ao padrão da humanidade.

Por isso, é perfeitamente compreensível a dificuldade em se largar o hábito do fumo do cigarro.

Como uma forma de ajudar, e não atacar, trazemos uma lista com os alimentos que expulsam a nicotina do organismo.

Confira!

Se inscreva no canal do Natureba no YouTube e fique por dentro das novidades!

*A prática de exercícios e uma dieta saudável são fundamentais para se ter saúde e ficar em forma. O Natureba é um espaço informativo, de divulgação e educação com temas relacionados a saúde, nutrição e bem-estar. As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde - médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas. OBS: Remédios naturais também tem efeitos colaterais, já que agem de formas diferentes em cada organismo, por isso antes de usar qualquer tratamento alternativo consulte sempre seu médico.