O truque para cortar cebolas sem fazer você chorar

Você já se deu conta como a cebola é presente na culinária?

Essa planta conquistou o mundo por ser um excelente tempero, sendo utilizada nos mais diversos pratos. Apesar disso, nem todo mundo é fã da cebola.

Como você já deve saber, a cebola, quando é cortada, libera uma substância que faz arder os olhos e nos faz chorar.

Se você esta sem tempo para ler o artigo, veja o vídeo abaixo:

https://www.youtube.com/watch?v=WdoJ0nfqUE8

O motivo? A cebola absorve o enxofre da terra, e quando cortamos, acabamos cortando suas suas células e liberando uma grande quantidade de substâncias de seu interior.

Essas substâncias reagem e produzem um gás, que em contato com os olhos, acaba provocando essa reação de lacrimejamento.

Você não precisa evitar usar esse ingrediente tão saboroso por causa do desafio que é ficar perto dele.

Algumas pessoas recomendam cortar e descascar a cebola dentro da água, para evitar as lágrimas. O problema é que quando fazemos isso, acabamos tirando o sabor da cebola junto.

Essas substâncias que reagem e nos fazem chorar são liberada quando cortamos o bulbo da cebola, aquela parte “cabeluda”. Portanto, se você remover o bulbo da cebola, logo, não vai sentir necessidade de lacrimejar.

Veja como fazer:

1. Coloque a cebola com a raiz para cima.
2. Feito isso, insira a faca quase até a metade da cebola, próxima ao bulbo.
3. Percorra a faca ao redor do bulbo. O corte deve ser feito de forma que, quando for tirar o bulbo, ele saia num formato triangular.
4. Para não jogar o bulbo, você pode colocar num triturador ou liquidificador.
5. O que sobrar basta descascar e cortar, conforme pede a receita.

Agora que você aprendeu isso, nada mais de choradeira na hora de cortar a cebola!

Fonte: The Trick to Cutting Onions Without Making You Cry

Se inscreva no canal do Natureba no YouTube e fique por dentro das novidades!

*A prática de exercícios e uma dieta saudável são fundamentais para se ter saúde e ficar em forma. O Natureba é um espaço informativo, de divulgação e educação com temas relacionados a saúde, nutrição e bem-estar. As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde - médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas. OBS: Remédios naturais também tem efeitos colaterais, já que agem de formas diferentes em cada organismo, por isso antes de usar qualquer tratamento alternativo consulte sempre seu médico.