Pesquisas comprovam: faça essas 3 mudanças na sua dieta para emagrecer rápido

Quer perder peso?
Bem, você sabe o caminho. Vá para a academia. Suba na bicicleta ergométrica e pedale até o infinito para arrancar aqueles quilos.

Isso é o que diz a sabedoria do exercício convencional.
Mas e se eu te disser que esse conceito é totalmente falho?

Exercícios tem um impacto surpreendentemente pequeno no controle de calorias do seu corpo. Dos 100% de calorias ingeridas, você só pode queimar entre 10% e 30% fazendo exercícios.

Para piorar, muitas pessoas geralmente aumentam a ingestão de comida após se exercitar porque elas superestimam a quantidade de calorias queimadas.

diet-weightloss-exercise-FI-759x419

As evidências também mostram que as pessoas se empenham naquilo que é conhecido como comportamentos compensatórios depois do treino – ajustes inconscientes que acabam por reverterem os mínimos benefícios garantidos pelo exercício.

Estes comportamentos incluem coisas como pegar o elevador ao invés das escadas, ou ficar jogado em frente à televisão depois de um treino na academia ao invés de sair para passear na cidade com os amigos.

Resumindo, os efeitos do exercício são ainda piores devido aos comportamentos pós-treino.
Tudo isso nós traz a uma conclusão:

Exercitar não é o caminho para se perder peso.

Então como faz para perder peso?

Lembra que eu mencionei que 100% das calorias ingeridas vêm da sua dieta?
É aqui que está o segredo de perder peso– sua dieta.

30 minutos de exercícios cardiovasculares queimam mais ou menos 350 calorias. É isso. Você pode eliminar muito mais que isso ao eliminar refrigerante da sua dieta.

Uma pesquisa feita em 2011 revelou a relação entre a atividade física e gordura em crianças. Foi descoberto que o nível de atividade física foi, na verdade, pouco determinante para obesidade.

Outra pesquisa, publicada em 2014, descobriu que o maior sucesso dos programas de controle de peso foi focado de maneira sólida na modificação da dieta.

Como se come para perder peso?

Quando você quer modificar sua dieta para perder peso, a solução não é tão simples como cortar pela metade a quantidade de comida ingerida.

Afinal de contas, seu corpo ainda precisa de combustível para executar todas as suas funções.

O que você precisa é de comida que irá te satisfazer enquanto minimiza o ganho de gordura ruim. Aqui estão algumas opções.

Fibra
Fibra funciona para te ajudar a se sentir satisfeito sem adicionar calorias extras para a sua dieta. Por isso que comer uma batata assada (com a casca – é onde a fibra está) fará você se sentir mais satisfeito, e por mais tempo, do que um saco cheio de batatas fritas.

Gorduras Boas
Outro jeito de se sentir satisfeito por mais tempo? Consuma gorduras boas de alimentos como avocado!

Um estudo feito pela Universidade Penn State descobriu que a pessoa que consome aproximadamente 3 colheres de alto teor de óleos como os do avocado vê uma grande redução na gordura da barriga quando comparados com aqueles que usam outros óleos.

Proteína
Muitos especialistas acreditam que a proteína é o nutriente mais importante para perder peso. Consumir muita proteína acelera o metabolismo, reduz o apetite e causa um pico nos hormônios reguladores de peso.

Fazer mudanças no estilo de vida é a chave para perder peso. E lembre-se, comer saudável não quer dizer que você tem que desistir das comidas gostosas!

Fonte:  authoritynutrition

Se inscreva no canal do Natureba no YouTube e fique por dentro das novidades!

*A prática de exercícios e uma dieta saudável são fundamentais para se ter saúde e ficar em forma. O Natureba é um espaço informativo, de divulgação e educação com temas relacionados a saúde, nutrição e bem-estar. As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde - médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas. OBS: Remédios naturais também tem efeitos colaterais, já que agem de formas diferentes em cada organismo, por isso antes de usar qualquer tratamento alternativo consulte sempre seu médico.