Remédios caseiros para doença hepática gordurosa (fígado gordo)

Esta sem tempo ou não quer ler toda a matéria? Assista o vídeo abaixo:

Em termos simples, doença hepática gordurosa (esteatose hepática) significa uma acumulação de gordura nas células do fígado.

É normal ter gordura no fígado, mas quando é superior à 5 a 10 por cento de gordura, ela pode ser considerada doença hepática gordurosa.

Um acúmulo de gordura no fígado o torna vulnerável à um novo ferimento, o que pode causar inflamação e cicatrizes.

Existem dois tipos de doença hepática gordurosa: induzida pelo álcool e não alcoólica. A principal causa por trás da gordura no fígado induzida pelo álcool é o consumo excessivo de álcool.

Na doença hepática gordurosa não alcoólica, a gordura se acumula no fígado por razões não relacionadas ao álcool.

Além do consumo excessivo de álcool, fatores de risco para doença hepática gordurosa incluem níveis altos de colesterol, pressão arterial alta, obesidade, diabetes tipo 2, hepatite viral, rápida perda de peso e desnutrição.

Remédios Caseiros para Doença Hepática Gordurosa (Fígado Gordo)

Em geral, as pessoas com doença hepática gordurosa não têm sintomas, especialmente no início. No entanto, algumas pessoas podem sentir desconforto abdominal, fadiga, perda de apetite, uma sensação geral de mal-estar e um desconforto vago.

É por isso que o diagnóstico correto é importante antes de iniciar qualquer tratamento.

Atualmente, não há nenhum tratamento eficaz para a doença hepática gordurosa. No entanto, é uma condição reversível e geralmente pode ser tratada com mudanças simples no estilo de vida, mudanças com dietas fáceis de seguir e remédios caseiros.

Aqui estão os 7 melhores remédios caseiros para doença hepática gordurosa:

1. Vinagre de Maçã

O vinagre de maçã é um dos melhores remédios para doença hepática gordurosa. Ele ajuda a se livrar da gordura acumulada em torno do fígado e promove a perda de peso. Além disso, incentiva o funcionamento saudável e reduz a inflamação do fígado.

1. Adicione 1 colher de sopa de vinagre de maçã cru, não filtrado, para um copo de água morna.
2. Opcionalmente, adicione um pouco de mel.
3. Beba 2 vezes ao dia, antes das refeições.
4. Tome este remédio por alguns meses.

2. Limão

Limão contém grandes quantidades de vitamina C, um antioxidante que ajuda o fígado a produzir as enzimas chamadas glutationas. A glutationa neutraliza toxinas, assim, o limão pode ajudar o fígado na desintoxicação.

Além disso, um estudo de 2014 publicado na revista Clinical and Experimental Pharmacology and Physiology descobriu que um composto presente nos limões, chamado naringenina, ajuda a aliviar a inflamação do fígado.

• Esprema o suco de ½ limão em um copo de água. Beba 2 ou 3 vezes por dia durante várias semanas.
• Em alternativa, adicione 2 a 3 limões cortados em uma jarra com água. Beba esta água em intervalos regulares.

3. Dente-de-leão

A erva dente-de-leão funciona como um tônico potente para o fígado, portanto, pode ser utilizada para tratar a doença de gordura no fígado. Isso ajuda a desintoxicar e metabolizar a gordura acumulada e promove a função hepática adequada.

Além disso, um estudo de 2013 publicado na revista Food and Chemical Toxicology descobriram que o extrato de folha de-leão ajuda na prevenção e tratamento da doença hepática gordurosa não alcoólica relacionada com a obesidade.

• Adicione 1 colher de chá de raiz de dente de leão seco para um copo de água quente. Cubra e deixe infundir de 5 a 10 minutos. Coe, adicione um pouco de mel para dar gosto e beba. Beba 3 xícaras desse chá de ervas diariamente por algumas semanas.
• Você também pode adicionar folhas tenras de dente-de-leão fresco nas saladas, ou comer folhas de dente-de-leão cozidas como acompanhamento.

Nota: Não use esta erva se você for diabético(a) ou estiver grávida.

4. Chá Verde

De acordo com um estudo de 2013 publicado no Jornal Internacional de Medicina Molecular, chá verde com catequinas de alta densidade melhora a função hepática e a infiltração de gordura em pacientes que sofrem de doença hepática gordurosa não alcoólica.

O chá verde ajuda a bloquear a quantidade de gordura armazenada no fígado e melhora a função hepática. Além disso, a ingestão regular de chá verde reduz o peso corporal e percentual de gordura.

• Beba de 3 a 4 xícaras de chá verde todos os dias para se livrar da doença hepática gordurosa e proteger o seu fígado.
• O chá verde também está disponível como um extrato líquido ou em cápsulas. Consulte o seu médico antes de tomar suplementos.

5. Cúrcuma

Repleta de antioxidantes valiosos, a cúrcuma é um outro remédio caseiro eficaz para a doença hepática gordurosa. De acordo com um estudo de 2008 publicado na revista China Pharmaceuticals, cúrcuma pode ajudar a prevenir a doença de gordura no fígado. No entanto, mais pesquisas ainda são necessárias.

Açafrão melhora a capacidade do corpo em digerir gorduras de forma que não se acumulem no fígado. Ele também ajuda no processo de desintoxicação.

• Misture ¼ colher de chá de açafrão em pó em 1 a 2 copos de água e ferva. Beba duas vezes por dia, durante algumas semanas.
• Você também pode misturar ½ colher de chá de açafrão em pó em um copo de leite quente e beber uma vez por dia.
• Suplementos de açafrão estão disponíveis na forma de cápsulas e extrato. Fale com o seu médico para determinar a dosagem apropriada para sua condição.

6. Alcaçuz

Você também pode usar o alcaçuz para curar problemas de fígado, como a doença hepática gordurosa não alcoólica.
De acordo com um estudo de 2012 publicado na revista Fitoterapia Research, extrato de raiz de alcaçuz ajuda a diminuir atividades transaminases de enzimas chamadas ALT (alanina aminotransferase) e AST (aspartato aminotransferase) na doença hepática gordurosa não alcoólica. Também evita danos no fígado, devido à metais pesados ​​e toxinas.

• Adicione ½ colher de chá de raiz de alcaçuz para um copo de água quente. Cubra e deixe em infusão de 5 a 10 minutos. Coe, adicione um pouco de mel e beba este chá 2 vezes ao dia.
• Em alternativa, misture 1 colher de sopa de pó de alcaçuz e 2 colheres de chá de mel e tome este uma vez por dia durante várias semanas.
• Se tomar suplementos de alcaçuz, consulte o seu médico primeiro pois eles podem interferir na pressão arterial, diabetes e medicamentos corticosteroides.

7. Exercício Diário

O exercício físico regular pode ajudar a tratar a doença hepática gordurosa. Um programa regular de exercícios irá ajudar na manutenção de um peso corporal estável, bem como combater a obesidade. Ele também irá aumentar sua taxa de metabolismo que ajuda a manter a função hepática adequada.

Exercite-se durante pelo menos 30 minutos, todos os dias. Se você é novo com exercícios, comece com um regime de exercícios de baixo impacto e, gradualmente, incorpore exercícios de alto impacto. É melhor começar a se exercitar sob a orientação de um especialista.

Simulador de caminhada, corrida e aeróbica são particularmente bons para seu fígado. Natação, ciclismo e outros esportes recreativos também são úteis.

Dicas adicionais
• Se você estiver com sobrepeso, tome as medidas necessárias para uma perda de peso gradual e sustentada. Rápida perda de peso (de 2kg ou mais por semana) pode ser prejudicial para o fígado.
• Siga uma dieta bem equilibrada, que seja baixa em gorduras saturadas e rica em fibras.
• Minimize o consumo de açúcar e reduza a ingestão de alimentos fritos.
• Pare de beber álcool completamente.
• Se você é diabético, tente manter seu nível de açúcar no sangue sob controle.
• Tome todas as medidas necessárias para manter seu colesterol e triglicérides em níveis saudáveis.

Fonte:  dicasdesaude

Se inscreva no canal do Natureba no YouTube e fique por dentro das novidades!

*A prática de exercícios e uma dieta saudável são fundamentais para se ter saúde e ficar em forma. O Natureba é um espaço informativo, de divulgação e educação com temas relacionados a saúde, nutrição e bem-estar. As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde - médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas. OBS: Remédios naturais também tem efeitos colaterais, já que agem de formas diferentes em cada organismo, por isso antes de usar qualquer tratamento alternativo consulte sempre seu médico.