Saiba como evitar manchas de depilação na virilha e axila

Como é gostoso estar livre de pelos, porém em contrapartida, tem a chatice de ter a região do corpo depilada mais escurecida.

Isso acontece porque a depilação feita com cera ou lamina arranca a camada protetora da pele, que fica sensível. Aí, tanto o calor como os raios solares podem deixá-la manchada.

As manchas escurecidas na virilha e axilas aparecem por causa da melanina. Então os tons de pele mais escuros têm probabilidade de escurecer ainda mais nas zonas que são depiladas.

Quer evitar o constrangimento de ter axilas e virilhas escuras por causa da depilação?

manchavirilhaescura2

Para evitar manchas na virilha e axila, veja 5 macetes que funcionam:

1 – Fique atenta a temperatura da cera, que não pode estar muito alta. Tanto para não queimar e marcar, como para não estimular muito a produção de melanina, que escure a região.

2 – Sempre depois de qualquer depilação: proteja sua pele contra o sol, evite se queimar e abuse de filtros solares. Fuja das altas temperaturas da sauna ou vapor do forno da cozinha, por exemplo.

3 – Antes e depois de arrancar os pelos, use desodorantes sem álcool para evitar qualquer tipo de queimadura na região sensível. Segundo especialistas, esse método é um dos mais recomendados para evitar as manchas escuras.

4 – Para renovar as células logo após a depilação, o ideal é lavar a região com água e sabonete antisséptico, que previnem a proliferação das bactérias, que causam inflamação, e fungos da micose.

5 – Esfolie sempre a pele em casa e não esqueça as axilas. Isso ajudará a remover todas as impurezas e células mortas. Termine o tratamento usando um bom creme hidratante livre de álcool.

Fonte:  minhavida

Se inscreva no canal do Natureba no YouTube e fique por dentro das novidades!

*A prática de exercícios e uma dieta saudável são fundamentais para se ter saúde e ficar em forma. O Natureba é um espaço informativo, de divulgação e educação com temas relacionados a saúde, nutrição e bem-estar. As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde - médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas. OBS: Remédios naturais também tem efeitos colaterais, já que agem de formas diferentes em cada organismo, por isso antes de usar qualquer tratamento alternativo consulte sempre seu médico.