Se você tem dor ou dormência nos dedos, leia isso!

A dor e a dormência nos dedos, pode estar ligada a uma doença chamada síndrome do túnel do carpo.

Muito comum em músicos, escritores, digitadores, costureiras, enfim todos pela repetição e mesma posição das mãos.

O túnel de carpo é uma passagem formada por um arco de ossos e o ligamento transverso do carpo.

Ali estão os tendões flexores dos dedos e o nervo mediano. Esse nervo mediano ao ser comprimido, pode causar sintomas de dor e formigamento.

Alguns exercícios podem aliviar esses sintomas:

1- Junte as palmas da mão em frente ao peito. Abaixo do queixo. Abaixe as mãos até a cintura, mantendo perto ao corpo.
Segure nessa posição de 15 a 30 segundos.
Realize de 2 a 4 vezes.

2- Estenda o braço com a palma da mão pra cima.
Sobre seu pulso, com a mão voltada ao chão. Com auxílio da outra mão, dobre seu pulso. Você deve sentir um estiramento leve a moderado no antebraço.
Segure nessa posição por 30 segundos. E repita de 2 a 4 vezes.

3- Com o braço estendido para frente, palma da mão para baixo. Dobre o pulso, até que você sinta um estiramento de leve a moderado no antebraço.
Segure também por 30 segundos e repita de 2 a 4 vezes

Essa sequência de exercícios ajuda a circulação dos membros e pode reduzir o inchaço. Faça 3 vezes por dia

Você também pode tomar algumas medidas:
1.Caso use computador opte por um mouse maior.
2.Tome sol, ou complemente com vitamina D e cloreto de magnésio PA.
3.Consuma linhaça, gengibre e cúrcuma

Fonte: healthydiet24

Se inscreva no canal do Natureba no YouTube e fique por dentro das novidades!

*A prática de exercícios e uma dieta saudável são fundamentais para se ter saúde e ficar em forma. O Natureba é um espaço informativo, de divulgação e educação com temas relacionados a saúde, nutrição e bem-estar. As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde - médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas. OBS: Remédios naturais também tem efeitos colaterais, já que agem de formas diferentes em cada organismo, por isso antes de usar qualquer tratamento alternativo consulte sempre seu médico.