Veja a razão assustadora pela qual essa mulher tinha dores de cabeça

Você tem tido intensas dores de cabeça aleatórias durante meses, sem nenhuma razão aparente. Você finalmente consulta o seu médico para obter respostas. E sua resposta é …

Um parasita. E não apenas um único parasita. Oito ovos do parasita alojados firmemente em seu cérebro, sobrevivendo de seu fornecimento de sangue e começando a crescer.

mulher-dor-de-cabeca_2

Isso é exatamente o que aconteceu Yadira Rostro, de 31 anos, uma mulher de Garland, Texas, EUA. Depois de sofrer com dores de cabeça e perda de visão, Rostro foi para o hospital – apenas para ser informada que havia ovos do parasita que estavam começando a crescer dentro de seu cérebro.

Os parasitas foram parar lá provavelmente dois anos atrás, quanto ela ingeriu alimentos contaminados com fezes contendo uma tênia ou um ovo (uma forma comum de vermes se transferir entre hospedeiros).

mulher-dor-de-cabeca_2

Esses parasitas normalmente passam através do corpo de uma maneira razoavelmente inofensiva, mas, ocasionalmente, o verme pode viajar para diferentes partes do corpo através da corrente sanguínea e acaba parando em algum lugar onde você realmente não quer ter eles.

Os ovos já foram removidos e espera-se que ela tenha uma recuperação completa.

Fonte: Daily Mail

Se inscreva no canal do Natureba no YouTube e fique por dentro das novidades!

*A prática de exercícios e uma dieta saudável são fundamentais para se ter saúde e ficar em forma. O Natureba é um espaço informativo, de divulgação e educação com temas relacionados a saúde, nutrição e bem-estar. As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde - médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas. OBS: Remédios naturais também tem efeitos colaterais, já que agem de formas diferentes em cada organismo, por isso antes de usar qualquer tratamento alternativo consulte sempre seu médico.