Veja como melhorar a circulação e o metabolismo ao usar este truque nos pés

Você já pensou na importância que seus pés tem?

Eles sustentam todo o peso do corpo e, por isso, é normal que no fim do dia a gente sinta algum desconforto em áreas como a sola ou o calcanhar.

E uma ótima maneira de aliviar esses desconfortos é uma boa massagem para relaxar todos os músculos dos pés.

Assim, você acordará bem disposto para enfrentar os desafios do dia seguinte.

Entre os benefícios de uma boa massagem nos pés, feita regularmente, pode-se destacar o fortalecimento da imunidade, aumento da disposição, melhora da circulação, do metabolismo, relaxamento e rejuvenescimento.

Além disso, a medicina chinesa entende que a pressão em determinadas partes dos pés pode corrigir o mau funcionamento dos órgãos.

Que tal começar ainda hoje a praticar a sua massagem nos pés?

Você vai precisar de:

– água quente

– toalhas

– creme ou óleo (pode ser azeite de oliva)

Como fazer:

1. Antes de iniciar a massagem nos pés, é melhor deixá-los de molho em água quente (temperatura suportável pela pele) por uns 10 minutos.

Assim, seus pés ficarão limpos e “despertos” e a massagem será muito mais agradável.

2. Passados 10 minutos, seque os pés com uma toalha limpa e seca e sente em uma cadeira.

No caso de a massagem ser para outra pessoa, peça-lhe que se deite em uma maca ou cama e coloque uma toalha debaixo dos pés.

3. Agora você deve aplicar um pouco de creme ou óleo de massagem em suas mãos e esfregá-las entre si para que o produto seja ligeiramente aquecido.

4. Em seguida, inicie a massagem nos pés.

Massageie a parte superior com movimentos suaves que vão dos dedos dos pés até o tornozelo e, uma vez feito isso, vá descendo até chegar à planta do pé.

É importante que a intensidade da massagem seja progressiva, indo de menor a maior pressão.

5. Depois de fazer diversas  vezes e diferentes movimentos, você tem que fazer movimentos circulares com os polegares das mãos na sola do pé.

Faça a partir da parte superior ou do peito do pé para baixo, regulando a pressão do movimento e fazendo mais pressão em áreas como o calcanhar.

6. Em seguida, segure o pé com uma mão e com a outra gire-o suavemente em ambos os lados.

Repita este movimento quatro vezes em cada direção. Depois, pressione o pé com o punho, mas sempre regulando a pressão que você exerce, portanto não pode ser muito intenso para não causar desconforto.

massagem_pes-circuralacao-238023102321

7. O próximo passo é massagear os dedos dos pés com a ponta dos dedos das mãos.

Inicie pelo dedão, vá passando pelos demais, até chegar ao mindinho.

A direção do movimento é a mesma para cada um dos dedos: você tem que iniciar o movimento na base e aplicar uma leve pressão até chegar à ponta de cada dedo.

8. Quando você terminar de massagear cada um dos dedos, pressione de novo o peito e a sola do pé, aplicando cada vez menos pressão.

Para concluir a massagem no pé, você só tem que limpá-lo com uma toalha para remover o creme ou o óleo usado e deixá-lo completamente seco.

Em seguida, você deve executar o mesmo processo no outro pé.

IMPORTANTE

– É importante fazer a massagem lentamente para relaxar melhor.

– As pessoas que não têm boa circulação nos pés, como os diabéticos, devem ter cuidado com esta massagem e só devem fazê-la sob o consentimento do médico.

– Quando terminar a massagem, lavar bem as mãos para evitar uma possível infecção fúngica.

Fonte:  curapelanatureza

Se inscreva no canal do Natureba no YouTube e fique por dentro das novidades!

*A prática de exercícios e uma dieta saudável são fundamentais para se ter saúde e ficar em forma. O Natureba é um espaço informativo, de divulgação e educação com temas relacionados a saúde, nutrição e bem-estar. As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde - médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas. OBS: Remédios naturais também tem efeitos colaterais, já que agem de formas diferentes em cada organismo, por isso antes de usar qualquer tratamento alternativo consulte sempre seu médico.