Você nem imagina, mas estes 10 hábitos danificam seriamente os seus rins

Os rins são dois órgãos em forma de feijão, cada um com o tamanho de um punho, localizados logo abaixo da caixa torácica em cada lado da coluna vertebral.

Todos os dias, os rins filtram cerca de 120-150 litros de urina, os resíduos e excesso de líquido para evitar o acúmulo de resíduos no organismo.

Os rins mantem os níveis de eletrólitos estável e produzem hormônios que ajudam a regular a pressão arterial, dando origem as células vermelhas do sangue e mantendo os ossos fortes.

Se os rins soam muito importante, é porque eles são!

Os rins saudáveis ​​são vitais para manter tudo no corpo funcionando sem problemas. Danos aos rins muitas vezes podem passar despercebidos, por isso é importante tomar medidas preventivas para garantir a saúde dos rins.

habits-damage-kidneys-FI-759x420

Aqui está uma lista de 10 hábitos comuns que você pode não perceber e que está colocando muita pressão sobre os seus rins e pode levar a danos nos rins graves ao longo do tempo.

1. Não beber bastante água

Uma das importantes funções dos rins é filtrar o sangue e se livrar de toxinas e resíduos que podem prejudicar o corpo. Quando você não bebe água suficiente, as toxinas e resíduos começam a acumular-se, eventualmente, causando graves danos.

2. Consumir muito sal

O corpo precisa de sódio para funcionar corretamente, mas um excesso de sódio pode causar danos. A maioria das pessoas consomem muito, o que pode aumentar a pressão arterial e colocar pressão sobre os rins.

3. Consumir muito açúcar

Estudos têm mostrado que pessoas que consomem duas ou mais bebidas açucaradas por dia são mais propensos a ter a proteína em sua urina. Proteínas na urina é um sinal de que os rins não estão fazendo o seu trabalho de forma certa.

4. Segurar a Urina

Isto pode soar estranho, mas quase todo mundo faz isso. O impulso vem frequentemente durante um passeio de carro, no meio de um telefonema, ou quando não há um banheiro nas proximidades.

Segurar a urina regularmente, pode levar à insuficiência renal e pedras nos rins.

5. Ser deficiente em vitaminas e minerais

Ter uma dieta saudável é importante para a saúde, incluindo a função renal. Existem várias deficiências que podem aumentar o risco de pedras nos rins ou renal, como a vitamina B6 e magnésio.

6. Beber café em excesso

A cafeína pode aumentar a pressão arterial e colocar uma pressão adicional sobre os rins, assim como o sal. Ao longo do tempo, o excesso de consumo de café (ou consumo de cafeína) pode levar a problemas nos rins.

7. Consumir muita proteína animal

O consumo em excesso de proteína animal (especialmente carne vermelha) aumenta a carga metabólica sobre os rins. Quanto mais proteína animal se consome, mais difícil é o trabalho dos rins, o que pode causar estresse e levar a danos nos rins.

8. Não dormir o suficiente

A privação crônica de sono está ligada a muitos problemas de saúde, incluindo doenças renais. O corpo funciona durante o sono para reparar o tecido renal que podem ser danificados, por isso, se privar de um bom sono faz com que seja mais difícil se curar.

9. Abusar de analgésicos

Os analgésicos tomados para as dores, podem levar a insuficiência renal grave e danos ao fígado.

10. Beber álcool em excesso

A maioria das pessoas desfruta de um copo de vinho ou uma cerveja aqui e ali, mas exagerar na bebida alcoólica várias vezes por semana pode aumentar o risco de danos nos rins. O álcool coloca pressão sobre os rins e o fígado.

Fonte:  davidwolfe.

Se inscreva no canal do Natureba no YouTube e fique por dentro das novidades!

*A prática de exercícios e uma dieta saudável são fundamentais para se ter saúde e ficar em forma. O Natureba é um espaço informativo, de divulgação e educação com temas relacionados a saúde, nutrição e bem-estar. As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde - médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas. OBS: Remédios naturais também tem efeitos colaterais, já que agem de formas diferentes em cada organismo, por isso antes de usar qualquer tratamento alternativo consulte sempre seu médico.