Você provavelmente está consumindo canela falsa toda a sua vida

Além de ser uma especiaria deliciosa, a canela é repleta de benefícios para nossa saúde.

Para se ter uma idéia, a canela é a especiaria com mais antioxidantes conhecida, vencendo inclusive do alho.

Se você esta sem tempo para ler o artigo, veja o vídeo abaixo:

Além disso a canela possui propriedades anti-inflamatórias, antibacterianas e antifúngicas.

Estudos já demonstram que a canela é capaz de aumentar nossa sensibilidade a insulina, além de reduzir o açúcar no sangue e o mau colesterol.

Isso se traduz em uma menor chance de desenvolvermos doenças cardíacas e diabetes.

Entretanto, a canela é uma especiaria muito diversa. De fato, há vários tipos diferentes de canela, e infelizmente, nem todas são benéficas para a saúde.

Um desses tipos de canela, a cassia, também conhecida como canela java e canela-chinesa, é uma das mais comuns encontradas a venda no Brasil, talvez pelo seu baixo preço.

Além de ser de qualidade inferior, a canela cassia pode trazer efeitos nocivos para o organismo.

O problema com essa canela são seus elevados níveis de cumarina, um composto químico utilizada inclusive na fabricação de venenos para rato.

De acordo com o Instituto Federal Alemão de Avaliação de Risco, esse composto é tóxico para o fígado, e até mesmo pequenas doses de cumarina consumidas com frequência por alguns meses podem causar danos a esse órgão.

Em alguns casos, pode causar até mesmo icterícia. Mas você deve parar de consumir canela? A resposta é não.

A solução é procurar o tipo certo de canela, a canela de ceilão, também conhecida cientificamente como

Se inscreva no canal do Natureba no YouTube e fique por dentro das novidades!

*A prática de exercícios e uma dieta saudável são fundamentais para se ter saúde e ficar em forma. O Natureba é um espaço informativo, de divulgação e educação com temas relacionados a saúde, nutrição e bem-estar. As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde - médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas. OBS: Remédios naturais também tem efeitos colaterais, já que agem de formas diferentes em cada organismo, por isso antes de usar qualquer tratamento alternativo consulte sempre seu médico.